Pai é ‘convidado a se retirar’ de fraldário enquanto cuidava de um dos filhos gêmeos

O caso repercutiu nas redes sociais após a mãe fazer um post levantando debate sobre valores machistas que ainda predominam a sociedade.

Por Luiza Monteiro Atualizado em 28 out 2016, 09h58 - Publicado em 6 Maio 2016, 11h21

No último sábado (30), o casal Agatha Cristina Barbosa e Diego Braga da Silva foi dar uma volta no BarraShopping, no Rio de Janeiro, com os filhos gêmeos de 5 meses, Diana e Danilo. No meio do passeio, os pais precisaram fazer uma parada no Espaço Família do centro comercial para dar de mamar e cuidar dos pequenos. Mas o que era pra ser apenas um intervalo acabou sendo o fim da curtição.

Enquanto se dividiam nas tarefas, Agatha e Diego foram convidados a se retirar do recinto por uma funcionária do shopping. Uma mãe chegou ao espaço para amamentar e, antes que desse qualquer opinião sobre a presença do pai ali, ele foi expulso. “Diana estava chorando, Danilo ainda estava golfando, a abordagem foi constrangedora e imperativa”, relatou Agatha em um post que fez na página do shopping no Facebook.

No texto, a mãe também reclama que atitudes como essa não contribuem para que os homens também participem dos cuidados com os filhos. “Não é bonito o homem ficar escanteado. Aquele que deseja e precisa participar não deve ser tratado como um E.T. e sua mulher como preguiçosa”, criticou Agatha no post. “É um absurdo não incentivar a presença do pai num lugar chamado ‘Espaço Família'”, desabafou.

Em entrevista ao jornal Extra, a mãe dos gêmeos levantou também outras questões. “E se fosse um pai solteiro, não pode? E uma família homoafetiva teria que dar mamadeira na praça de alimentação? É um retrocesso a maneira como fomos tratados”, afirmou.

Em nota, a administração do shopping se posicionou sobre o episódio. “A administração do BarraShopping lamenta o ocorrido. Após esclarecer alguns pontos do episódio, o shopping afirma que deveria ter sido mais flexível na situação desta família. Sendo assim, vai reorientar seus funcionários para que situações como esta não voltem a ocorrer”. Veja abaixo o post de Agatha que repercutiu nas redes:

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook
Continua após a publicidade

Publicidade