O que fazer quando os filhos começam a brigar?

Veja os conselhos de Larissa Fonseca, pedagoga especialista em Educação Infantil e Psicopedagogia

Tenho duas filhas (uma de 4 anos e outra de 2 anos) e, de uma hora para outra, começaram a brigar. A pequena morde, puxa os cabelos e dá tapas na maior, por motivos bobos. A maior também começou a bater, mas quando a pequena bate. O que faço?

Larissa Fonseca, pedagoga especialista em Educação Infantil e Psicopedagogia, de São Paulo, explica: sua filha mais nova está chegando à fase dos ‘terríveis 2 anos’ e esse tipo de comportamento é bastante comum nesse período. Já a mais velha está tendo que encontrar alternativas para lidar com esse novo comportamento da pequena. Você deve conversar com a mais velha, reforçando as opções aceitáveis que ela tem, como por exemplo, segurar as mãos da irmã, gritar seu nome, sair correndo gritando, dizer bem brava para a irmã que não gosta daquilo e pedir para que a mesma pare. Não basta apenas dizer o que ela não deve fazer, e sim mostrar opções que ela pode e deve seguir.
Além disso, assim como a irmã mais nova deve receber uma sanção a cada vez que bater na mais velha, esta também deverá perder algum privilégio sempre que reagir do mesmo modo. É importante que você ressalte que entende o fato dela estar tentando se defender, no entanto esse comportamento é inaceitável, que as coisas não se resolvem fisicamente e que é para ela reagir usando uma das alternativas viáveis (sempre relembre quais são as opções de comportamento que ela deve exercer nessas situações).
Em relação à mais nova, é fundamental que você faça acordos com ela (pode ser junto com a mais velha) e se possível, que seja em um cartaz com imagens mostrando como se comportar diante de certas situações. Lembre-se de colocar reforços positivos, ou seja, ao invés de escrever “não bater”, escreva “conversar quando quiser algo da irmã”, e estratégias semelhantes.
Após essa conversa, sempre (e não pode haver exceções) que ela bater na irmã mais velha, a mesma deve se defender e você deve intervir dizendo que não aceita esse tipo de comportamento, mostre as regras/combinados e tire um privilégio dela no mesmo instante, nem que seja colocá-la por dois minutos sentada em um local seguro, porém sem distrações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s