Meninas com câncer têm dias de modelo em evento de moda infantil

As crianças do ITACI, instituição vinculada à Universidade de São Paulo, brilharam ao lado de Natália Guimarães e outras celebridades. Confira as fotos!

Por Chloé Pinheiro Atualizado em 26 mar 2018, 20h19 - Publicado em 26 mar 2018, 20h16

Aconteceu no último final de semana o 26º Fashion Weekend Kids, maior evento de moda infantil do país. E a edição desse ano contou com um trio de modelos especialíssimas: Larissa Martins Piloto, 6 anos, Yasmin Grothe Hold Guimarães, 7, e Melissa de Oliveira Alcaraz, de 3 aninhos. As três são pacientes do ITACI – Instituto de Tratamento do Câncer Infantil, de São Paulo, e trocaram por alguns dias a rotina do hospital por uma experiência inesquecível.

Elas esbanjaram beleza e fofura na passarela de um shopping em São Paulo ao lado da Miss Brasil 2007 e apresentadora Natália Guimarães e suas gêmeas, Maya e Kiara, além da atriz Sienna Belle, da novela Carinha de Anjo, do SBT. E, por trás dos sorrisos e a da empolgação, as pequenas escondem histórias de luta que emocionam.

Diretora da marca responsável pelo desfile, as crianças Yasmin, Melissa e Larissa ao lado de Natália Guimarães e das gêmeas Maya e Kiara ITACI/Divulgação

É o caso de Larissa, que aos 6 anos de idade, trata há quase um ano um tumor raro das vias ópticas, o astrocitoma pilocítico. Por conta da doença, perdeu a visão do olho esquerdo, mas não deixou de frequentar a escola e escolheu raspar os cabelos antes mesmo que eles caíssem. “Expliquei que ela tinha uma espécie de massinha na cabeça e que aquilo precisava ser retirado. Ela só falou ao médico que gostaria que a massinha fosse vermelha porque ela era são-paulina”, lembra a mãe, Samantha Alves Martins Piloto.

Larissa gosta de modelar e já desfila todos os anos para uma loja de sua cidade, São Carlos, no interior paulista. Outra que leva jeito para a coisa é Yasmin, a mais velha do grupo, de 7 anos. Ela é de Cajati, no litoral sul de São Paulo, e faz quimioterapia há um ano para combater um rabdomiossarcoma, tumor que se instala nas células musculares e atinge geralmente crianças e adolescentes. Yasmin chegou a fazer um curso de modelo com a mãe, que diz que a menina quer seguir carreira quando adulta.

Encerrando a turma, a pequena Melissa, de 3 anos, que descobriu uma leucemia linfoide aguda (LLA) quando tinha apenas 2 anos e 8 meses de vida. “É muito bom ter um momento em que ela vai estar sorrindo e esquecer um pouco disso tudo, dessa situação que estamos passando, de ver minha filha internada e como o tratamento a agride fisicamente”, desabafa a mãe Valéria Cristina de Oliveira Alcaraz.

Natália Guimarães ao lado das filhas, as gêmeas Maya e Kiara, e da atriz mirim Sienna Belle ITACI/Divulgação

Estima-se que 12.500 novos casos de câncer sejam identificados em crianças no Brasil a cada ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Apesar da notícia ser um choque para os pais, hoje se sabe que em torno de 80% dos pequenos acometidos pela doença podem ser curados se forem diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.

  •  

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade