“Como a chegada do nosso filho mudou o Natal”

Veja o depoimento de Branco que, junto de sua esposa, Cláudia, mudou a forma de comemorar a data após a paternidade.

Por Carla Leonardi (colaboradora) 21 dez 2016, 19h52

Youtuber, designer gráfico e produtor musical, Branco registra o dia a dia de sua família no canal Brancoala, que conta com mais de 500 mil inscritos. Aos 35 anos, ele é pai do pequeno Marcos e de um bebê que ainda está a caminho e, aqui, compartilha como a chegada do filho mudou a sua relação com o Natal.

“Minha família sempre celebrou o Natal. Durante a minha infância todos se reuniam no dia 24 de dezembro na casa dos meus avós para jantar e trocar presentes depois da meia-noite. Tenho boas lembranças dessa época. Eu passava o dia inteiro brincando com meus primos e esperando ansiosamente para abrir os presentes! A infância da minha esposa foi muito parecida com a minha. O Natal era motivo de alegria, reunião familiar, festa, risadas, presentes e comida boa.

Mas depois que me mudei para a Espanha com a minha esposa em 2006, passei alguns anos sem celebrar o Natal. Todos os anos montávamos a árvore, mas não fazíamos nenhum tipo de celebração especial. A razão era porque estávamos longe da família e, talvez por ainda não ter filhos, não nos motivávamos a fazer nenhuma celebração. Todos os nossos familiares moram no Brasil e, sempre que chegava o Natal, batia aquela saudade. Como aqui na Espanha faz muito frio entre dezembro e janeiro, passamos o Natal em casa e o Ano Novo na casa de amigos. Alguns familiares já vieram nos visitar aqui na Espanha e nós já fomos 3 vezes para o Brasil nos últimos 10 anos, mas nunca coincidimos com as festas de fim de ano. Independentemente de ser Natal ou não, sempre é bom ficar perto da família.

E depois que o Marcos nasceu tudo mudou. É como se a magia do Natal tivesse renascido dentro de casa. Sentimos muita vontade de voltar a celebrar o Natal e de passar toda essa magia para o nosso filho. O nascimento dele nos motivou em vários aspectos, tudo passou a ter um propósito e um porquê. Em muitos momentos, sinto como se eu estivesse revivendo a minha infância com ele. É muito especial e divertido!

Natal em família

Ele está começando a entender as coisas, então sempre fazemos o possível para que ele participe dos preparativos, ajudando a escolher os enfeites, montando a árvore e mostrando o Papai Noel. Inclusive, sempre participamos das festas que ele tem na escolinha. Nesta semana, por exemplo, participamos da festa de Natal na escolinha com os amigos dele, pais de alunos e professoras. Nós nos divertimos muito com essas atividades e percebemos que ele também fica superfeliz de nos ver participando.

Acho que é muito importante manter a magia do Natal e passar essas experiências para os nossos filhos, principalmente durante a infância. Para mim, o Natal é símbolo de união e amor entre familiares. Um momento para refletir, manter as memórias e tradições da família, reviver momentos, trocar presentes e bater aquele papo com um familiar de outra geração. Essas são as lembranças que eu tenho do Natal e que estou passando para o meu filho.

Natal em família

Marcos está com 2 anos e 8 meses e minha esposa está grávida de 5 meses. Estamos muito felizes, principalmente depois do último ultrassom morfológico que confirmou que a saúde do bebê está 100%. Tenho certeza de que o Natal neste ano será ainda mais mágico e especial com um novo membro na família”.

Continua após a publicidade
Publicidade