Choro do bebê: como identificar o motivo

Fome e cólica estão entre as principais causas do berreiro. Saiba como detectar e resolver esses e outros incômodos

Por Lila de Oliveira (colaboradora) Atualizado em 25 nov 2016, 18h46 - Publicado em 29 Maio 2015, 13h31

Imagine passar nove meses em um lugar muito aconchegante onde nunca falta carinho e muito menos alimento e, de um dia para o outro, perder todas essas regalias. Não parece nada fácil e, embora todos tenhamos passado por isso, é impossível lembrar o que sentimos em nossos primeiros dias de vida.

“O recém-nascido não tem condições de manifestar intencionalmente suas necessidades. Seu organismo permite comunicar que algo não está bem apenas por meio do choro”, afirma Tereza Hatae Mito, professora do curso de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

Assim, para a maioria dos pais, é difícil entender quais os anseios do bebê em cada situação. Conversamos com especialistas para ajudar na árdua da tarefa de decifrar as principais necessidades expressas pelo pranto.

Como agir

Transparência

Atenção!

Publicidade