7 valores que sua filha deve receber na infância para se tornar uma mulher forte

Ter amor próprio, não deixar que as pessoas a diminuam por ser mulher e ter liberdade de escolha são alguns dos ensinamentos que devem fazer parte do dia a dia. Confira a lista completa!

Por Luísa Massa Atualizado em 27 out 2016, 20h27 - Publicado em 26 fev 2016, 15h16

Determinadas barreiras, costumes e preconceitos só serão quebrados se a criança tiver bons exemplos para seguir. Por isso, os pais têm papel fundamental no adulto que seu filho seu tornará, sendo ele menino ou menina. Em busca de uma igualdade de gênero, listamos abaixo algumas lições que sua filha deve receber desde cedo, para que ela seja empoderada e tenha as mesmas oportunidades que os homens quando crescer.

1. Que ela deve se amar

Nadezhda1906/Thinkstock/Getty Images
Nadezhda1906/Thinkstock/Getty Images

O amor próprio é um dos principais valores que você pode ensinar para a sua filha. Assim, ela vai se sentir segura e acreditará em seus propósitos. Saberá que não deve deixar que os outros a manipulem ou a chantageiem emocionalmente. Isso ajudará muito na convivência com os amigos e na conduta com os colegas da escola. Futuramente, também se estenderá para o ambiente de trabalho e para os relacionamentos amorosos.

2. Que ela pode gostar de princesas E de super-heróis

Choreograph/Thinkstock/Getty Images
Choreograph/Thinkstock/Getty Images

Você não precisa insistir em determinada cor ou brincadeira, mas deve incluí-las na vida da sua filhade forma natural. O importante é ensiná-la desde pequena que não existe o rótulo de “coisa de menino” ou “coisa de menina”, porque todos podem gostar de qualquer atividade, esporte, música, filme… Independente do gênero!

3. Que ela pode ser o que quiser

Yuryimaging/Thinkstock/Getty Images
Yuryimaging/Thinkstock/Getty Images

Dê liberdade para que a sua pequena desenvolva sua personalidade e preferências. Dessa maneira, ela crescerá sabendo que o fato de ser mulher nunca deve impedí-la de realizar alguma coisa e que, seja qual for a profissão que ela escolher, o essencial é que ela se sinta feliz e realizada.

4. Que ela não precisa sentir vergonha do seu corpo

Tomwang112/Thinkstock/Getty Images
Tomwang112/Thinkstock/Getty Images

Continua após a publicidade

E isso se estende para muitas fases da vida – desde o momento em que ela chegar à puberdade e perceber as mudanças que estão acontecendo, até quando ela se sentir insegura por não se encaixar em determinados padrões de beleza impostos pela sociedade. Voltando ao primeiro tópico, é essencial que ela se aceite, respeite e se ame como realmente é.

5. Que ela não é obrigada a ser mãe

Purestock/Thinkstock/Getty Images
Purestock/Thinkstock/Getty Images

A maternidade nem sempre é um desejo na vida de algumas mulheres. Não passe para a sua filha a imagem de que ela só será feliz se tiver filhos. Ensine que ela pode escolher o que for melhor para si no futuro e que existem muitas possibilidades. Se ela tiver vontade de ser mãe, ótimo! Mas se não quiser, tudo bem também.

6. Que ela não será a única responsável pelas tarefas da casa

standret/Thinkstock/Getty Images
standret/Thinkstock/Getty Images

Ela pode brincar de cozinha na infância? Sim, assim como os meninos também podem! Mas ela deve ter o exemplo em casa, dos pais divindindo as responsabilidades do cuidados com os filhos e com o lar. Assim, ela saberá que não deve simplesmente receber uma “ajuda” de um futuro parceiro, como se ele estivesse fazendo um favor. Afinal, esse papel não é só dela.

7. Que ela deve ser respeitada sempre

Airspa/Thinkstock/Getty Images
Airspa/Thinkstock/Getty Images

Isso implica não aceitar comentários machistas, que podem surgir até mesmo no ambiente escolar, quando ela for criticada pelos garotos por alguma escolha considerada tipicamente masculina. Não se abalar e saber que ela não é inferior por ser do sexo oposto é o melhor caminho para se tornar uma mulher forte.

Continua após a publicidade
Publicidade