14 passeios urbanos para fazer com o filho nas férias escolares

Vai ficar na sua cidade em janeiro? Veja algumas sugestões de atividades para fazer com as crianças pequenas, para todo tipo de gosto e tamanho de bolso.

Por Chloé Pinheiro Atualizado em 10 jan 2020, 19h01 - Publicado em 10 jan 2020, 18h33

Férias de verão, filhos em casa, e você segue trabalhando ou não tem nenhuma viagem programada. Uma hora a criatividade esgota, certo? Pensando nisso, pegamos algumas sugestões de passeios para você fazer com seu filho sem sair da cidade. Dos clichês aos roteiros inusitados, vem com a gente.

Shopping

Para quem quer praticidade e muitas opções, eles são uma boa fonte de atrações para o público infantil, especialmente em cidades menores e bairros mais afastados das opções culturais. Além das coisas pagas, como cinema e fliperamas, grande parte deles oferece programas gratuitos de brincadeiras, games e outras atividades nas férias escolares.

Pontos turísticos clássicos

Levar filhos a pontos turísticos que você visitou quando criança garante bons momentos para os mais novos e um gostinho especial para os pais, que têm a oportunidade de revisitar memórias de infância.

Parques

Um dos passeios preferidos dos pequenos. Muito espaço ao ar livre, contato com a natureza e pronto: diversão garantida por horas e horas. Se você mora numa cidade grande, aproveite o período para conhecer espaços diferentes. Para se ter ideia, em São Paulo são 107 parques municipais. O Rio de Janeiro tem 22 e Curitiba mais de 30.

Museus

Existem os voltados aos pequenos, mas mesmo os mais tradicionais já podem fazer parte da vida desde cedo — alguns inclusive oferecem experiências dedicadas a elas. As idas funcionam como uma espécie de treino para que eles se acostumem com o ambiente e saibam apreciá-lo quando crescer. 

Roteiros a pé e de transporte público

Eles são uma prova do velho ditado que diz que o trajeto pode ser mais importante que o destino. Use metrô, trem, ônibus para chegar a um lugar novo ou para visitar os lugares favoritos da família. Explorar a cidade a pé também é uma boa pedida para conhecer a história local e descobrir surpresas pelo caminho: uma árvore diferente, uma casa com arquitetura engraçada e pessoas de todos os tipos.

SESC

Presentes em diversas cidades do país, os SESCs são um sucesso de público durante as férias escolares. A programação costuma ser robusta: oficinas, brincadeiras, esportes, artes, música, piscinas, brinquedotecas e muito mais. E o melhor: quase tudo de graça, mesmo para quem não é funcionário da rede credenciada.

Teatro

Para acostumar o pequeno desde cedo a curtir passeios culturais. As peças infantis se proliferam nesse período, com exibições diárias em SESCs, teatros de shopping e em outros centros culturais, alguns deles bem acessíveis e gratuitos. Aventura, suspense, música e muitos risos garantidos para todas as idades.

Continua após a publicidade

Praças

Não tem parque perto da sua casa? Não tem problema! Uma pracinha bem cuidada basta para fazer um piquenique ou promover uma expedição com a prole. Leve lupa, lanterna, saquinhos para coleta e investigue as folhas das árvores, flores, que bichos vivem ali e mais.

Feira livre

Uma oportunidade de aproximar o filho do mundo dos vegetais e da alimentação equilibrada. Peça para experimentar frutas nas barraquinhas (prove sabores diferentes também para estimular o pequeno), deixe que a criança escolha algo novo para levar para casa, tome um caldo de cana e prepare uma refeição em família quando chegar em casa.

Parques de cama elástica

Os espaços totalmente dedicados às camas elásticas viraram febre nacional. Com decoração lúdica e atrações elaboradas, eles divertem pessoas de todas as idades, incluindo idosos. Os ingressos dão direito a uma hora ou 30 minutos de brincadeiras, e o valor varia conforme a cidade — na Grande São Paulo, a média é entre 30 e 40 reais.

Bibliotecas públicas

Preciosos espaços gratuitos, as bibliotecas públicas oferecem não só boas opções de literatura infantil como outras atividades. Entre elas, oficinas de desenho, brincadeiras e contação de histórias. A criança vai amar fazer a própria carteirinha e escolher um livro para levar para casa.

Salas de escapada

São as famosas “escape room”, que confinam os participantes numa sala e dão a eles um tempo para acharem a saída, procurando pistas e pensando em equipe. Elas proporcionam na vida real uma experiência de videogame ou filme de suspense, e são bacanas para as crianças maiores. Algumas oferecem versões mirim para jogadores a partir dos cinco anos de idade.

Casa de família e amigos

O tempo livre pode ser uma boa desculpa para visitar aquele parente ou amigo especial. Tire uma tarde para tomar um café com alguém que você não vê faz tempo e passe para a próxima geração os vínculos afetivos que mais importam.

Hoteis e clubes

Alguns deles oferecem a opção de day-use. É um passeio um pouco mais salgado, no caso do hotel, mas os clubes costumam ser mais baratos e ter mais opções para toda a família.

Colaborou

Karin Saavedra, mãe da Karina e criadora do site Mamãe Box.

Continua após a publicidade
Publicidade