Esta música brasileira promete estimular o desenvolvimento do bebê

A canção do famoso grupo infantil Tiquequê foi criada com a ajuda de um neuropediatra com o objetivo de incentivar os movimentos dos pequenos.

Por Flávia Antunes Atualizado em 21 ago 2020, 11h30 - Publicado em 19 ago 2020, 13h01

Quando falamos do desenvolvimento do pequeno nos primeiros anos de vida, não tem ferramenta mais valiosa que o estímulo! São as brincadeiras com os papais, a interação com os objetos do ambiente e os sons que ele ouve que darão uma “forcinha” na hora de passar por cada etapa da primeira infância.

E foi pensando nisso que o Grupo Tiquequê, conhecido por suas canções infantis contagiantes, lançou na segunda-feira (18) uma música inédita, criada com apoio neurocientífico e que promete potencializar o desenvolvimento da criançada.

Apelidada de “No Passinho do Bebê”, a criação busca incentivar os movimentos dos bebês que estão na fase de engatinhar e dar os primeiros passinhos. Para que o objetivo fosse alcançado, a composição também contou com o apoio do neuropediatra Dr. Mauro Muszkat, que usou os seus conhecimentos médicos para orientar a dupla musical.

  • “Eu sugeri que a música fosse o mais corporal possível, porque a criança já traz esse repertório da sua vida intrauterina, tanto que a percepção musical do bebê é algo absolutamente gestual e corporal”, explicou o doutor. De acordo com ele, as canções têm grande potencial de estimular as expressões corporais da criança, além de sua audição, fala e até intelecto.

    “É importante usar acordes e sons de percussão que incentivem o bebê a se movimentar, pois ele passa a sentir diferentes sensações com a mistura de ritmos e, com isso, se sente estimulado a interagir com o som que está ouvindo”, completa Dr. Mauro.

    A sugestão foi aceita prontamente pelo Tiquequê, que pensou em trazer para a criação algo que já fazia sucesso no repertório do grupo: a percussão corporal. Usando os sons produzidos pelo próprio corpo, os integrantes Diana Tatit e Wem criaram um hit focado em estimular os movimentos dos pequeninos, principalmente os que estão na fase das descobertas.

    “A música que fizemos traz o momento em que o bebê se lança em seus primeiros deslocamentos com autonomia: começa a engatinhar, depois consegue ficar em pé e dar os primeiros passinhos em direção ao abraço seguro que o conforta, comemorando suas conquistas”, contou Diana. “O arranjo e o ritmo da música trazem o embalo que convida as crianças e as famílias a dançarem e se movimentarem juntas”, acrescentou ela.

    Depois de tanta informação bacana, dá ainda mais curiosidade de ouvir a canção, né? Então chama o seu filho pra conferir o resultado!

    Continua após a publicidade

    Neste vídeo aqui, tem cada detalhe de como a ideia saiu do papel – e chegou até os ouvidos dos pequeninos!

    Outras músicas que estimulam o desenvolvimento

    Alguns anos atrás, outras canções também foram usadas como instrumento para estimular os pequenos com o apoio da ciência. Em 2017, por exemplo, a empresa norte-americana C&G Baby Club criou a “The Happy Song” com a tarefa de divertir e deixar os bebês felizes. 

  • A composição fala sobre como os pais amam os seus filhos aonde quer que estejam e foi baseada em estudos conduzidos por uma equipe de especialistas em desenvolvimento infantil.

    Um dos achados da pesquisa foi que os bebês preferem canções que tenham melodias principais simples, mas que sejam repetitivas, e que eles se adoram quando aparece uma surpresa no meio do caminho, como quando surge algum efeito inesperado.

    Ah, e eles ainda tendem a gostar de vozes femininas e músicas mais rápidas, já que os seus batimentos cardíacos são mais acelerados do que os dos adultos. Interessante, né? Dá o play com seu filho por perto e vê se ele abre um sorrisão!

    Continua após a publicidade
    Publicidade