6 jeitos criativos de promover o distanciamento social entre as crianças

De “asas” de papelão a chapéus curiosos, veja algumas estratégias sendo usadas no mundo para incentivar a distância segura no ensino infantil

O distanciamento social, uma das medidas mais eficazes para conter a disseminação da Covid-19, será essencial na volta às aulas prestes a acontecer. Ensinar esse conceito para as crianças pequenas, contudo, será um baita desafio para as escolinhas. 

Para viabilizar a educação infantil nessa nova realidade, instituições de diversos países utilizaram estratégias lúdicas e criativas. Selecionamos algumas para te inspirar! 

Cumprimentos à distância 

Cartazes na parede podem informar e os professores reforçarem na entrada da sala cumprimentos que não exijam proximidade entre os coleguinhas. Nas imagens, em inglês, estão descritos os acenos de longe, fazer um coração com as mãos ou o sinal da paz, com os dois dedos erguidos, o famoso “toque de cotovelo” ou ainda fazer uma dancinha juntos, mas de longe. Fofo, né? 

Chapéus personalizados 

Estratégia chinesa inspirada nas antigas dinastias do país que pode ser facilmente replicada aqui. Em diversas escolas, professores produziram com os próprios alunos chapéus com longas abas de papelão,  EVA, ou mesmo balões de festa com ao menos um metro para cada lado. O resultado é divertido e ainda envolve as crianças no processo.

Asas 

Na mesma linha dos chapéus, é possível confeccionar asas de papelão ou outros materiais leves. Essa estratégia foi aplicada na China, na Turquia e em Taiwan. Dá para ser feito durante a aula de artes e depois usada nas outras aulas. 

Pegadinhas no chão 

 (John Moore/Getty Images)

Nas filas para o banheiro, para entrar e sair da classe e outras ocasiões em que a criança precisará ficar parada, que tal usar coloridos adesivos em formato de pé, como essa escola dos Estados Unidos? 

“Carrinhos” de distanciamento social 

Essa é para as maiorzinhas, que já ficam em carteiras individuais. As divisórias de acrílico que serão adotadas por algumas escolas podem parecer um pouco intimidantes. Para resolver esse problema, uma professora dos Estados Unidos customizou os escudos com papelão. 

Bambolê 

Não que a criança ficará com o bambolê o tempo todo, mas fazer atividades com ele é uma maneira divertida de incentivar a distância física entre os amiguinhos. A criança pode circular um tempo segurando o objeto na cintura, ou ainda colocá-lo no chão, como uma espécie de cercadinho. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s