14 atividades para fazer em casa com crianças de 6 meses a 6 anos

Procurando atividades pra entreter o pequeno dentro de casa? Separamos algumas ideias para divertir a criançada por horas!

Se por um lado as as crianças em casa são uma felicidade, pois elas ficarão mais tempo com a família, por outro sempre surge uma preocupação: o que fazer para entreter essas pessoinhas acostumadas a ter várias atividades ao longo do dia na escola?

Quando não dá para ir ao shopping ou a parques de diversões, é bom ter na manga algumas opções de atividades para fazer em casa. Confira, a seguir, 14 sugestões da psicopedagoga Ana Carla Freitas e da academia infantil My Gym.

 (Juliana Pereira/Bebê.com.br)

A partir dos 6 meses

 (M-image/Thinkstock/Getty Images)

Teatro de fantoches ou dedoches

Objetivo: Despertar o interesse do bebê por cores, movimentos, sons e vozes.

Como fazer: Coloque um fantoche em cada mão ou um dedoche em cada dedo e faça os bonecos “conversarem” entre eles e com o bebê. Abuse das vozes diferentes nos diálogos e envolva o bebê nas conversas, fazendo com que os bonecos “falem” com ele também. Use os bonecos para fazer carinhos e dar beijinhos nas bochechas, nos braços e nas pernas do bebê.

Duração: Cerca de 15 minutos, pois o bebê perde o interesse depois disso. Se houver mais de um bebê na brincadeira, é possível estender por até meia hora.

Os nomes nas músicas

Objetivo: Ajudar o bebê a reconhecer o próprio nome.

Como fazer: Cante músicas em que seja possível incluir o nome do bebê, como “Ciranda, Cirandinha”, “Fui no Itororó” e “Se Eu Fosse um Peixinho”.

Duração: Cerca de 15 minutos, pois o bebê perde o interesse depois disso. Se houver mais de um bebê na brincadeira, é possível estender por até meia hora.

 

Chuvinha de papel

Objetivo: Oferecer uma atividade desafiadora e ao mesmo tempo relaxante.

Como fazer: Deixe folhas variadas ao redor do bebê – dê preferência a sulfite e folhas de revista; evite jornal, pois ele solta muita tinta – e permita que ele as explore, amasse e rasgue livremente. Quando ele parecer entediado, pegue as que já foram manipuladas e jogue-as para cima, fazendo uma chuva de papel. Recomece. Quando mais velho o bebê, mais habilidade ele terá para rasgar o papel em vários pedaços.

Duração: Cerca de 30 minutos.

A partir de 1 ano

 (monkeybusinessimages/Thinkstock/Getty Images)

Blocos de montar

Objetivo: Começar a desenvolver a coordenação motora fina do bebê.

Como fazer: Distribua pelo chão peças de conjuntos de blocos de montar e permita que o bebê as explore e as encaixe. No começo, ele precisará de ajuda; seja seu guia. Deixe que a montagem seja livre, sem impor modelos a serem seguidos.

Duração: De 30 minutos a 1 hora.

 

Rasgue e cole

Objetivo: Perceber diferentes formas, cores e estruturas tridimensionais.

Como fazer: Disponibilize para o bebê os mais variados materiais que ele possa rasgar, como papeis coloridos, folhas de revistas, forminhas de brigadeiro, embalagem de bala de coco e figurinhas. Deixe-o rasgar e amassar por cerca de 10 minutos. Passado esse tempo, coloque uma folha grande de papel kraft no chão, passe cola branca em vários pontos dele e incentive o bebê a colocar os papeis amassados ou rasgados sobre os pontos de cola. No final, transforme a colagem em um painel que ficará exposto em algum lugar da casa.

Duração: De 10 a 20 minutos.

 

Cuidado com a boneca

Objetivo: Brincar de faz-de-conta e despertar o senso de responsabilidade.

Como fazer: Espalhe pelo sofá e pelo chão bonecas, suas roupinhas e acessórios (como fraldas, mamadeiras e chupetas). Proponha que o bebê cuide dela como os adultos cuidam dele. Ajude a colocar e tirar roupinhas e fraldas e a encaixar a boneca no colo do bebê, para que ela fique “confortável”. Proponha banhos imaginários na boneca e passeios com ela pela casa.

Duração: De 30 minutos a 1 hora.

A partir de 2 anos

 (rogkov/Thinkstock/Getty Images)

Um pincel, muitos papeis

Objetivo: Explorar possibilidades de registros gráficos e permitir que a criança se expresse de forma não-verbal

Como fazer: Disponibilize tintas guache e um pincel ao lado de papeis de diferentes materiais e texturas (cartolina, EVA, papel kraft, papel enrugado) e deixe a criança explorar, pintar, se expressar. Esta brincadeira pode fazer um pouco de sujeira, então forre o que for necessário ao redor e deixe a criança com uma roupinha que possa ir direto para a máquina de lavar na sequência.

Duração: De 15 a 30 minutos.

 

A partir de 3 anos

 (jackf/Thinkstock/Getty Images)

Esconde-esconde

Objetivo: Trabalhar a paciência e a capacidade de dedução da criança.

Como fazer: Escolha ou sorteie uma criança para ser o primeiro pegador. Ela terá de cobrir os olhos e contar até 20, enquanto os outros participantes se escondem. Acabada a contagem, ela sai atrás dos outros participantes. O primeiro a ser encontrado é o próximo pegador.

Duração: Cerca de 15 minutos ou até as crianças cansarem.

 

A colheita dos passarinhos

Objetivo: Integrar as crianças e trabalhar o senso de colaboração.

Como fazer: Você precisará preparar passarinhos de origami ou imprimir/recortar de revistas passarinhos das cores amarelo, vermelho, verde e azul. Cada criança receberá uma cestinha marcada com uma dessas cores e um envelope com diversos desses passarinhos, de cores variadas. A primeira instrução será colocar em sua cestinha os passarinhos da mesma cor dela. Em seguida, as crianças trocarão entre elas os passarinhos que sobrarem, com o objetivo de encher todas as cestinhas com os origamis ou recortes das respectivas cores.

Duração: De 15 a 30 minutos.

 

Pega-rabo

Objetivo: Divertir e trabalhar os sensos de autoproteção e estratégia.

Como fazer: Cada participante ganha algumas tiras de papel ou de tecido e as prende na parte traseira da cintura da calça, para simular um rabo. Ao sinal do adulto que estiver supervisionando, todos têm o mesmo objetivo: proteger os próprios rabinhos e pegar os rabinhos dos amigos. Depois de 5 minutos, o adulto sinaliza que é para todos pararem e faz a contagem de rabinhos de cada um. Os rabos são distribuídos novamente e a brincadeira recomeça.

Duração: Cerca de 30 minutos.

 

A partir de 4 anos

 

Corre cotia

Objetivo: Desenvolver o ritmo e a atenção das crianças.

Como fazer: As crianças sentam-se em círculo no chão e uma delas recebe uma bolinha de papel. Enquanto todos cantam a música “Corre Cotia”, esta criança anda pelo lado de fora do círculo. Ao acabar a música, ela solta a bolinha de papel atrás do amiguinho que estiver mais perto e sai correndo; o amiguinho tem que pegar a bolinha, levantar e tentar alcançar esta criança. O objetivo é que ela consiga sentar no lugar dele antes de ser alcançada, e daí o amiguinho faça a corrida pelo lado de fora do círculo e a dinâmica se repita. Se a criança inicial for alcançada, ela fará tudo novamente.

Duração: Cerca de 30 minutos.

 

Circuito de obstáculos

Objetivo: Trabalhar o conhecimento dos movimentos e estimular a criança a superar desafios.

Como fazer: Em um cômodo espaçoso da casa, crie um circuito com obstáculos como almofadas, cadeiras e outros objetos que não apresentem riscos para a criança. Ela deverá ter um ponto de partida e um de chegada e bolar estratégias para conseguir passar por todos os obstáculos. É uma ótima atividade para ser feita quando a criança não tem a companhia de um irmão ou de um amigo.

Duração: Cerca de 15 minutos.

Dos 5 aos 6 anos

 (jupiterimages/Thinkstock/Getty Images)

Caça às letras

Objetivo: Fixar o conhecimento das letras que a criança já aprende na escola.

Como fazer: Espalhe letras coloridas de EVA pelo chão e peça para a criança encontrar as que você pedir. Você pode pedir as letras isoladamente (“Traga o R para a mamãe”) ou pedir as letras com que comecem palavras que a criança já conheça (“Traga o C de coração para a mamãe”). Pode ser feita apenas com uma criança ou com um grupinho de amigos.

Duração: Cerca de 30 minutos.

 

Batata quente

Objetivo: Divertir, desenvolver o ritmo e o pensamento rápido.

Como fazer: As crianças sentam-se em círculo no chão e recebem uma batata. Ao sinal do adulto que as supervisiona, começam a passar a batata de mão em mão cantando “Batata que passa quente, batata que já passou. Quem ficar com a batata: coitadinho, se queimou!”. Quem estiver com a batata na mão no final da música perde e não participa da próxima rodada (mas volta na rodada logo após a seguinte).

Duração: Cerca de 30 minutos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s