7 coisas que não devem ser ditas a uma mãe que não conseguiu amamentar

Por diversos motivos, algumas mulheres não vivenciam a experiência do aleitamento materno. Em uma enquete no Facebook, perguntamos às nossas leitoras quais são os palpites que mais incomodam as mães que estão nessa situação.

O leite materno é o melhor alimento que o bebê pode receber. Além de nutri-lo, ele é capaz de imunizá-lo e garantir um bom desenvolvimento na infância. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a amamentação seja exclusiva até os seis meses de vida e complementar até os dois anos de idade ou mais. Apesar de conhecer todos esses benefícios, algumas mulheres não conseguem amamentar – seja por uma doença que acomete a mãe ou o recém-nascido, por falta de informação, seja pelo fato do pequeno não fazer uma pega correta ou da mãe não estar em condições favoráveis para produzir leite. Mesmo procurando o auxílio de profissionais como médicos, enfermeiros e psicólogos, muitos fatores podem interferir no processo do aleitamento e nem sempre os objetivos são alcançados.

A cantora Adele passou por isso. Em um show realizado em Londres, no último dia 22, ela desabafou sobre o assunto: “Tudo o que eu queria era amamentar. Quando não consegui, eu me senti como se eu estivesse vivendo no meio da selva e meu filho estaria morto porque meu leite secou”. Mãe do pequeno Angelo, de 3 anos, a estrela declarou ainda: “A pressão em cima de nós, mulheres, para amamentar é absolutamente ridícula. É difícil. Algumas de nós não conseguem fazer. Meu seios aguentaram cerca de nove semanas”.

Ela não é a única! Em 2015, logo após o nascimento do primeiro filho, Gabriel, a jornalista Fernanda Gentil também se pronunciou sobre os problemas que enfrentou com a amamentação: “Eu achei que amamentar fosse tão automático quanto ser mãe: se quando nasce um filho, nasce uma mãe, então essa mãe vai amamentar. Não necessariamente. Não se tiver mamilos invertidos, prótese, redução de mama, se sentir muita dor, o leite não descer ou se secar – e o meu secou. Para uma mãe que sempre sonhou em viver o momento mágico-de-filme do filho mamando no peito, do olho no olho, da mãozinha segurando o nosso dedo, a notícia da mamadeira cai como uma bomba”.

Famosas ou não, o fato é que as mulheres que tentaram de tudo e, ainda assim, não conseguiram oferecer o peito aos seus pequenos acabam sendo invadidas por sentimentos de culpa, frustração e impotência. Quando isso acontece, receber julgamentos é o que elas menos precisam – especialmente vindos de outras mães. Comentários desnecessários ditos por pessoas que não sabem detalhes do caso atrapalham o processo de aceitação e superação. Confira abaixo a lista de frases que não devem ser faladas a uma mãe que, por alguma razão, não pode dar de mamar ao seu bebê.

1. Você não amamentou porque teve preguiça

Thinkstock/Getty Images Thinkstock/Getty Images

Thinkstock/Getty Images (/)

Tirar conclusões precipitadas e julgar outra mãe sem saber pelo que ela está passando não é correto. Na maioria das vezes, as mulheres que não conseguiram amamentar sentem-se culpadas e ficam chateadas com a situação. Dizer isso só piorará o quadro, pois cada mãe sabe dos obstáculos que enfrentou para que o aleitamento materno desse certo.

2. Você não tentou o suficiente e não sofreu como deveria

Evgenyatamanenko/Thinkstock/Getty Images Evgenyatamanenko/Thinkstock/Getty Images

Evgenyatamanenko/Thinkstock/Getty Images (/)

Diferente do que algumas pessoas pensam, existem mães que recorrem a todo tipo de ajuda antes de aderir às formulas, como ser acompanhada por uma enfermeira para verificar se a pega está correta, consultar médicos para identificar o problema, fazer relactação... Infelizmente, apesar de buscarem apoio e seguirem as recomendações – entre elas a de beber muito líquido, ter uma alimentação saudável, manter-se tranquila -, não é sempre que a amamentação é bem sucedida. Então, se você não sabe o que aquela mãe passou, não julgue!

3. “Eu amamentei até tal idade” ou “Fulana teve gêmeos e deu peito por muito tempo!”

Vagengeym_Elena/Thinkstock/Getty Images Vagengeym_Elena/Thinkstock/Getty Images

Vagengeym_Elena/Thinkstock/Getty Images (/)

Não é raro uma mãe que não conseguiu dar de mamar ouvir esse tipo comparações, que geram insegurança e atrapalham o seu processo de superação. Se não perguntarem como foi a sua experiência com o aleitamento materno, evite falar sobre isso. Afinal, cada pessoa tem um organismo diferente e não é porque deu certo com você que isso acontecerá com todas as mulheres.

4. Você não conseguiu amamentar porque o seu leite é fraco!

Robertprzybysz/Thinkstock/Getty Images Robertprzybysz/Thinkstock/Getty Images

Robertprzybysz/Thinkstock/Getty Images (/)

Esse é um dos maiores mitos que envolvem o aleitamento materno. Por isso, nunca é demais informar que todas as lactantes produzem a quantidade e a qualidade necessária de leite para alimentar e suprir as carências nutricionais do bebê. Se a amamentação não deu certo, muitos fatores podem estar envolvidos, mas nunca a justificativa será um “leite fraco”. Cuidado para não dizer coisas sem qualquer fundamento e que ainda podem magoar essa mãe.

5. O seu filho ficará doente com mais frequência porque ele não foi amamentado

Aynur_sib/Thinkstock/Getty Images Aynur_sib/Thinkstock/Getty Images

Aynur_sib/Thinkstock/Getty Images (/)

Já está mais do que comprovado que o leite materno possui vários efeitos protetores e previne diarreia, doenças respiratórias, infecções, reduz o risco de obesidade e de outros problemas de saúde. A mãe que tentou de todas as formas amamentar mas não conseguiu sabe de todos esses benefícios. E tudo o que ela espera é que seu pequeno fique doente o menos possível, zelando pela saúde dele. Então, não faça previsões sobre o filho dela. Afinal, a imunidade varia muito entre as crianças e nenhuma mãe quer ouvir ou imaginar o filhote com qualquer enfermidade.

6. Você não terá uma ligação tão forte com o seu filho

Jupiterimages/Thinkstock/Getty Images Jupiterimages/Thinkstock/Getty Images

Jupiterimages/Thinkstock/Getty Images (/)

Essa é uma das frases que mais incomodam as mães. É claro que a amamentação é um momento muito especial, que une a mãe e o bebê, mas essa não é a única maneira de estabelecer uma boa relação com o pequeno. Esse vínculo é construído com muito carinho, respeito e paciência nas diversas atividades do dia a dia. Como declarou Fernanda Gentil: “o amor que bate no peito, bate também na mamadeira”.

7. Você não é uma boa mãe porque não amamentou

FamVeld/Thinkstock/Getty Images FamVeld/Thinkstock/Getty Images

FamVeld/Thinkstock/Getty Images (/)

Ninguém tem o direito de falar esse tipo de frase para uma mãe. Não ter amamentado não define a dedicação e a entrega que uma mulher tem por um filho, não determina a educação e a forma como ela pretende criar o pequeno. Não há nada mais maldoso, que prejudique tanto o lado emocional de uma mãe que comentários como esse. Respeite as diferenças!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s