Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Semana 8 - O bebê mede 20 mm

8 semanas de gravidez

Para mamães

Do tamanho de um feijãozinho, tudo o que notamos no ser humano já está presente no embrião. Em breve, sua cintura vai se expandir para acomodá-lo melhor e você vai notar outras mudanças no seu corpo

 

Seu bebê

Apenas 20 milímetros. Esse é o tamanho do bebê que você carrega no fim do seu segundo mês de gestação. Ele continua minúsculo - menor do que um feijãozinho -, mas o crescimento está a todo vapor. A barreira placentária já é bastante eficiente, selecionando tudo o que chega ao embrião. Mesmo assim, evite ingerir alimentos, bebidas e medicamentos que possam prejudicá-lo e não tenha contato com pessoas portadoras de doenças contagiosas, como a rubéola e a catapora. O baço, a traqueia, a laringe e os brônquios começam a tomar forma. A pontinha do nariz e as dobras das pálpebras acabam de aparecer, delineando as feições de seu futuro bebê. Ele já tem ombros e os braços cresceram um pouco. Aliás, praticamente tudo o que notamos num ser humano já está presente no embrião. Por isso, dentro de alguns dias, ele estará pronto para ingressar no período fetal.

 

Acompanhe as etapas da sua gestação no infográfico animado

 

Sua gravidez

Você pode até não ter a esperada barriga de grávida, mas aí dentro uma revolução acontece. Seu útero, por exemplo, está crescendo, se alargando e amaciando para acomodar o embrião. Em breve, sua cintura vai se expandir e você vai notar outras mudanças no corpo. Os cabelos ficarão mais brilhantes. Já a pele, apesar da aparência viçosa, tem sua pigmentação aumentada, o que pode ocasionar o surgimento de manchas, especialmente na região do rosto. Nada a se preocupar, pois, após a gravidez, tudo isso desaparece. Para amenizar o problema, use protetor solar o dia todo. O intestino, por outro lado, pode desacelerar seu ritmo de trabalho. O estômago também passa a produzir maior quantidade de ácido clorídrico nesta fase, causando uma incômoda queimação.