Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Semana 5 - Desenvolvimento rápido

5 semanas de gravidez

Para mamães

Neste momento, o embrião está com 1,25 mm. Adote uma dieta equilibrada, pois ela será fonte de onde seu filho vai retirar os nutrientes de que precisará para se desenvolver

 

Seu bebê

Nesta semana, ocorre uma gloriosa explosão de força. Dentro de seu casulo repleto de líquido amniótico, o embrião desenvolve mais de 1 milhão de células por minuto. É como se fosse dado um sinal para que todos os órgãos do bebê pudessem agora se desenvolver. Tudo a seu ritmo, que é o mais incrível, como numa orquestra bem afinada. Com 1,25 mm, seu minúsculo corpo ganhou o formato de um C e já possui uma parte superior e outra inferior. O coração é o primeiro órgão a se desenvolver, depois vêm o fígado e o sistema nervoso central, bem como os músculos, os ossos e as primeiras células sanguíneas. Ah, e o sexo do futuro bebê também está definido - na verdade, isso ocorreu no momento em que o óvulo foi fertilizado pelo espermatozoide. Mesmo assim, você terá de aguardar alguns meses para realizar o exame de ultrassom e esclarecer esse mistério.

 

Acompanhe as etapas da sua gestação no infográfico animado

 

Sua gravidez

Agora é o momento de redobrar os cuidados com a sua saúde, em especial com o que você come. Assim, procure adotar uma dieta equilibrada, com grande diversidade de alimentos. Afinal, eles serão a fonte de onde o seu filho vai retirar os nutrientes de que precisará para se desenvolver. Mas, por favor, não vá comer por dois. O importante é você se alimentar saudavelmente. Outra dica preciosa é evitar passar muito tempo em jejum. Saiba também que nessa fase a barreira placentária ainda não existe, portanto evite bebidas alcoólicas, fumo e a automedicação, pois essas drogas podem chegar ao embrião. Praticar exercícios físicos é uma boa - faz bem para o bebê e, depois do parto, vai ajudá-la a recuperar a forma mais depressa. Antes de começar a malhar, obtenha a autorização do seu obstetra. Isso vale, inclusive, para as atletas.

 

Rede MdeMulher
Publicidade