Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Beleza

Flacidez e gordura localizada

Shâmia Salem e Simone Ota Atualizado em 20.01.2012
Flacidez e gordura localizada
Getty Images

Barriga flácida e algumas gordurinhas são os saldos depois de um parto. Para exterminá-los, confira os tratamentos estéticos que combatem esses problemas

Depois de dar à luz, boa parte do peso vai embora junto com os líquidos acumulados ao longo dos nove meses. Porém, uma barriguinha sempre fica, mesmo que você tenha engordado apenas o considerado saudável, que gira em torno de 10 a 12 quilos. Essa gordura, que geralmente vem associada à flacidez, tem uma importante função na gravidez: proteger o bebê. “Ao contrário do inchaço, ela não desaparece sozinha. É preciso fazer dieta e malhar para eliminar os excessos”, avisa a personal trainer Cau Saad, de São Paulo.

 

Para acelerar esse processo, uma boa pedida são os tratamentos estéticos, sendo que alguns focam em flacidez ou gordura e outros em ambos os problemas. Daí, a escolha fica de acordo com a necessidade. “Antes de procurar uma clínica é melhor emagrecer e chegar o mais perto possível do peso ideal. Senão, o resultado do tratamento pode ser pobre e frustrante”, avisa a dermatologista Valéria Campos, de Jundiaí (SP). Confira alguns dos tratamentos mais atuais para deixar o abdômen lisinho.

 

Combate à flacidez

Liberado 1 mês depois do parto

Reaction

Com aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), esse tratamento lança mão da radiofrequência para aquecer a camada mais profunda da pele. “O calor contrai e estimula a produção das fibras colágenas, que vão ajudar a recuperar a firmeza perdida”, diz a dermatologista Edislene Viscardi, de Blumenau (SC). Segundo a dermatologista Daniela Nunes, da clínica Slim Clinique, no Rio de Janeiro, a grande sensação do aparelho é que ele possui três níveis de energia. “Assim, você pode calcular a intensidade dos disparos de acordo com o grau de flacidez da paciente, o que torna o tratamento mais personalizado”, diz. Tudo sem prejudicar a amamentação.

Preço da beleza: O calor durante a aplicação, que dura 20 minutos, incomoda e deixa a região avermelhada por cerca de uma hora.

Número de sessões: De duas a quatro, sendo uma a cada 15 ou 21 dias.

Contraindicação: Não há.

 

Liberado 2 meses depois do parto

CPT Thermage

O tratamento é bem recente por aqui, mas tem aprovação da Anvisa. Ele caiu no gosto dos médicos por ter um software que programa a ponteira para que as ondas de radiofrequência sejam emitidas de maneira fracionada. Essa fragmentação da energia permite que o especialista aumente a potência dos disparos e cause maior aquecimento em cada ponto da pele flácida. “Com isso, você estimula a formação de colágeno sem provocar desconforto à paciente”, explica a dermatologista Daniela Nunes, da clínica Slim Clinique, no Rio de Janeiro.

Preço da beleza: A pele fica avermelhada por cerca de quatro horas depois do tratamento, que demora 1h30 para ser feito.

Número de sessões: Uma.

Contraindicação: Pessoas que usam marca-passo.

 

Extermínio da gordura localizada

Liberado 1 mês após dar à luz

Zetiq

A máquina utiliza uma tecnologia chamada criolipólise, um tipo de laser que resfria lenta e gradualmente a pele. “O frio destroi a célula adiposa sem provocar queimaduras, pois a energia penetra profundamente em áreas com mais gordura localizada e menos nas regiões magras”, diz a dermatologista Valéria Campos. Segundo a médica, a criolipólise foi desenvolvida por estudiosos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e testada em mais de mil pessoas sem nenhum tipo de efeito colateral. Até lactantes podem utilizar.

Preço da beleza: No início da sessão, é comum sentir desconforto, causado pelo frio. Mas a sensação passa logo. Terminada a aplicação, que dura uma hora, a área fica gelada por mais meia hora e avermelhada por três.

Número de sessões: De uma a três, com intervalo de um mês entre elas.

Contraindicação: Pessoas que tem alergia ao frio.

 

Fim da flacidez e da gordura

Liberado 45 dias após dar à luz

VelaShape High Power

O cabeçote do aparelho combina quatro tecnologias: infravermelho, radiofrequência, sucção à vácuo e massagem mecânica feita com dois minirrolos compressores. O quarteto age de forma sequencial, como explica o dermatologista Adilson Costa, de São Paulo: “O infravermelho fragiliza a membrana das células adiposas, para facilitar a eliminação da gordura, e a radiofrequência estimula a contração do colágeno, para combater a flacidez. Já o vácuo suga o tecido para aproximá-lo dos minirrolos compressores e, com isso, potencializar a massagem”.

Preço da beleza: Além do desconforto provocado pelo calor emitido pelo infravermelho, quem tem mais flacidez costuma sentir uma dor parecida com um beliscão durante o tratamento, que dura meia hora.

Número de sessões: Cinco, sendo uma por semana.

Contraindicação: Não há.

 

Liberado 2 meses após o parto normal ou 4, no caso de cesariana

Vênus Freezer

O aparelho se destaca por usar a radiofrequência multipolar. “Oito pólos se alteram entre positivo e negativo e geram campos elétricos, um na sequência do outro, que atingem diferentes profundidades da pele, indo da camada superficial até a profunda”, diz o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo. Na prática, esse calor aumenta o metabolismo das células de gordura para que elas sejam transformadas em fonte de energia mais rapidamente e, como consequência, diminuam de tamanho. “Com isso, é possível reduzir a gordura localizada, melhorar a celulite e, de quebra, atenuar a flacidez, já que o aquecimento também retrai o colágeno”, conta a dermatologista Jozian Quental, de São Paulo.

Preço da beleza: O calor traz desconforto durante a uma hora da sessão e deixa a pele avermelhada por mais ou menos duas horas.

Número de sessões: Entre oito e 12, sendo uma a cada sete ou 15 dias.

Contraindicação: Quem tem arritmia cardíaca ou usa marca-passo, prótese metálica ou DIU.

 

Potencialização do tratamento estético

Drenagem linfática manual

Não se deixe enganar pelos movimentos suaves e delicados dessa massagem: eles estimulam o sistema linfático a trabalhar em ritmo mais acelerado. “Isso favorece a eliminação de toxinas e líquidos responsáveis pelo inchaço, pela piora da celulite e por aumentar uns bons quilos na balança”, diz a médica-cirurgiã Carla Sallet, especializada em medicina estética e autora do livro Grávida e bela (Ed. Senac). Segundo ela, é mito a história de que a drenagem diminuiria a produção de leite. “Portanto, ela pode ser realizada durante a amamentação, desde que seja feita por uma esteticista ou fisioterapeuta especialista em gestantes”, completa Carla.

Recomendação: O tratamento pode ser iniciado oito dias após o parto se ele tiver sido normal ou 15, no caso de cesariana.

Preço: A partir de R$ 60 por sessão.

 

Alimentos termogênicos

Eles contêm substâncias que ativam o metabolismo em até 20%, o que facilita a queima de gordura e a perda de peso. “Quem está amamentando não deve consumi-los sob o risco de o bebê ficar agitado ou com cólica”, avisa a médica nutróloga Valéria Goulart, de São Paulo.

Recomendação: Você pode consumir, por dia, de 3 a 4 gramas de pimenta vermelha; 2 colheres de chá de vinagre de maçã, usadas para temperar folhas cruas ou diluídas em um copo de água tomado antes do almoço; 2 gramas de canela em pó ou pau; 8 copos de água gelada; 1 xícara de chá verde 10 minutos antes das refeições ou 2 centímetros de gengibre fresco, três vezes ao dia, refogado com legumes, ralado na salada ou batido no liquidificador com suco natural.

 

Atividade física

Caminhar na esteira ou nos arredores de casa é uma das opções mais práticas para um período em que não dá para ficar muito tempo longe do bebê. “Além de aumentar a disposição e tirar o ferrugem de ter ficado algum tempo longe da academia, o exercício melhora a circulação sanguínea e linfática e ajuda a desinchar”, diz a personal trainer Cau Saad.

Recomendação: É preciso esperar 40 dias depois do parto, normal ou cesárea, para começar o treino. Escolha um terreno plano e ande em ritmo moderado (aquele em que você consegue cantar, mas fica ofegante), durante 25 minutos, de duas a três vezes por semana. “O tempo deve ser aumentado gradativamente, entre três e cinco minutos por semana. Para completar, faça abdominais, duas séries de 20 repetições, para fortalecer o abdome, que foi tão exigido durante os nove meses”, completa a treinadora.


Recomendamos Para Você