Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Alimentação

O cardápio da grávida com diabete gestacional, hipertensa ou acima do peso

Simone Ota e Shâmia Salem Atualizado em 10.02.2015
cardapio-gravida-diabete-hipertensao-peso-01
evgenyatamanenko/Thinkstock/Getty Images

Embora sejam diferentes, esses três problemas podem ser controlados por meio de uma dieta equilibrada.

A recomendação nutricional para esses três tipos de grávida é praticamente a mesma. Daí porque os cardápios são similares. "Gestantes diabéticas e obesas podem gerar bebês muito pesados, com problemas respiratórios e maior risco de desenvolver diabetes no futuro. Já as hipertensas podem ter filhos abaixo do peso", avisa a nutricionista Joyce Gusmão, da Nutrivitta Assessoria Nutricional, em São Paulo. O lado bom da história é que todas podem controlar a situação com um cardápio equilibrado. Isso significa ficar longe de alimentos ricos em açúcar e comer a cada três horas.

 

A manobra mantém a glicose no organismo sob controle e evita os picos de fome. Outro ponto importante é ingerir muitas fibras, o que prolonga a sensação de saciedade e ajuda o bom funcionamento do intestino. Para essas gestantes, a dieta deve ficar entre 1.800 e 2.000 calorias diárias para que, ao fim dos nove meses, o ganho de peso não ultrapasse os 11 quilos. "O controle do sal também é necessário, especialmente para as hipertensas, que não devem exceder 570 miligramas por dia, o equivalente a ½ colher de café", completa Joyce, que montou o cardápio a seguir.

 

 


Recomendamos Para Você