Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Alimentação

Licença-maternidade de seis meses

Atualizado em 04.06.2012
licenca-maternidade-de-6-meses

Getty Images

Alimento ideal e completo, redução da mortalidade infantil e anticonceptivo natural são algumas das vantagens de amamentar um bebê até o sexto mês de vida

Saiba quais são as razões apontadas pelo Ministério da Saúde para defender a licença-maternidade de seis meses e, assim, garantir a amamentação exclusiva até o sexto mês de vida do bebê:

 

- Alimento ideal e completo para os primeiros seis meses de vida, o leite materno contém nutrientes de fácil digestão e anticorpos que combatem infecções. O bebê não precisa nem de água;

 

- Redução da mortalidade por diarréia, pneumonia e infecção grave em recém-nascidos. Em bebês que não recebem leite materno, esse risco chega a ser sete vezes maior;

 

- O vínculo criado pelo contato com o corpo da mãe favorece o desenvolvimento afetivo e a formação de uma personalidade menos agressiva;

 

- Menor incidência de câncer de mama e de ovário. Pesquisas mostram que mulheres que amamentam estão menos sujeitas a esses tumores;

 

- Asma, rinite alérgica, intolerância e alergia a certos nutrientes são menos frequentes em crianças amamentadas;

 

- Inteligência mais desenvolvida. Diversos estudos demonstram que os pequenos que mamaram no peito têm maior capacidade cognitiva;

 

- Anticonceptivo natural. A amamentação exclusiva nos primeiros seis meses depois do parto impede a ovulação no período;

 

- Menos obesidade pós-parto. Amamentar também ajuda na recuperação do peso de antes da gestação.


Recomendamos Para Você

Rede MdeMulher
Publicidade