Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Família

Guia de boas maneiras para babás

Maria Dolores Atualizado em 30.01.2012
Guia de boas maneiras para babás

Getty Images

Conheça as dicas de etiqueta da consultora de estilo Glória Kalil

 

Além do dia-a-dia em casa, a babá vai acompanhar a criança e, de quebra, a família em diversas ocasiões – de festas infantis a casamentos. Daí, para evitar gafes e mal-entendidos de toda sorte, é aconselhável orientar como essa profissional deve se portar nos ambientes familiares e nos eventos sociais. Para ajudar você a tirar de letra a tarefa, a consultora de moda e etiqueta Glória Kalil, autora de livros como Chic, um Guia Básico de Moda e Estilo (ed. Senac), dá as seguintes recomendações:

 

• Uniforme – Uma alternativa funcional é a babá vestir sempre roupa branca no trabalho. “É provável que ela própria prefira essa opção porque mantém um status à parte dos outros funcionários da casa”, explica Glória.

 

• Casamentos e festas – Para essas ocasiões, a consultora indica um vestido preto básico. “Em celebrações, não há ninguém de uniforme. Um pretinho básico é simples, moderno e discreto”, orienta.

 

• Praia – Se a a babá vai para o litoral com a criança, deve ir de roupa de banho, afinal, talvez seja necessário entrar na água com o pequeno. O mesmo vale para piscinas de clubes e prédios. “O ideal é ela usar um maiô, com bermuda e camiseta brancas por cima”, ensina Glória.

 

• Festinhas de aniversário – Como haverá outras babás no evento, ela deve ir de branco, uniformizada. Quanto ao serviço, nada de oferecer comida diferente: as babás devem comer o que estiver sendo servido aos outros convidados.

 

• Restaurantes – “É uma situação mais delicada porque, quando todos estão ao redor da mesa, há uma relação íntima”, diz Glória Kalil. “Mas a mãe ou o pai não têm intimidade com a babá, muito menos seus amigos”, continua a consultora. Se houver outros meninos e meninas, o mais recomendado é que a profissional se sente com eles em uma mesa separada. Caso estejam somente a babá e a criança, ela deve se sentar com os patrões e também pedir um prato. Mas é para lá de aconselhável orientá-la com antecedência e delicadeza para esse tipo de ocasião. “Não dá para a babá pedir uma cerveja, por exemplo”, finaliza Glória.


Recomendamos Para Você

Rede MdeMulher
Publicidade