Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Alimentação

Coma bem para manter o peso na gravidez

Ulrica D`Orey Atualizado em 02.12.2011
Cláudia Bebê
Coma bem para manter o peso na gravidez
Getty Images

É possível ganhar só o necessário, sem passar fome, comendo com prazer e garantindo saúde para você e seu bebê. Veja abaixo um cardápio exclusivo para um mês

Comer por dois é um ditado que deve ser abolido da sua cabeça ao engravidar. É importante comer, sim, mas os alimentos certos, equilibrando proteínas (carnes, queijo, leite, ovos ou soja), carboidratos (massas, pães e cereais integrais), gorduras (azeite e óleos) e fibras (frutas, legumes e verduras). Fora isso, fracionar as refeições é fundamental. "A grávida costuma ficar com o sistema digestivo mais lento. Por isso, deve se alimentar de seis a oito vezes por dia, em doses pequenas", diz o nutrólogo Durval Ribas, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

 

Quantos quilos você pode ganhar?Isso vai depender do seu peso anterior à gestação. "Utilize a tabela do índice de massa corporal (IMC) antes de engravidar ou logo que souber da gravidez", aconselha o obstetra Fábio Biaggioni Lopes, da maternidade Pró-Matre Paulista, de São Paulo.

 

CÁLCULO DO IMC

Para calcular o IMC, basta dividir o peso pela altura ao quadrado.

Se o resultado for menor que 19,8, você está abaixo do peso.

Entre 19,9 e 26, o peso é normal.

De 26,1 a 29, existe sobrepeso.

Acima de 29 já se fala em obesidade.

 

Gestante abaixo do peso

É aconselhável ganhar de 12,5 a 18 quilos durante a gravidez.

 

Gestante com peso normal

Pode engordar de 11,5 a 16 quilos ao longo de toda a gestação.

 

Gestante obesa

Deve engordar no máximo 6 quilos nos nove meses. Alguns profissionais preferem substituir o cálculo de IMC pelo plicômetro, aparelho que mede as dobras cutâneas nas gestantes. "Ele é capaz de mostrar a perda e/ou o ganho de massa gorda ou magra. É mais fiel e possibilita um atendimento mais personalizado", acredita a nutricionista Vanderlí.

 

A pedido de CLAUDIA BEBÊ, a nutricionista Vanderlí Marchiori criou um cardápio adequado a mulheres que começam a gestação com peso normal. "Quem está magra demais ou obesa precisa de orientação individual", avisa. Além do menu tradicional, Vanderlí incorporou à dieta os alimentos funcionais. "Cada um desempenha um papel específico", explica . Por isso você encontrará surpresas como gergelim (riquíssimo em cálcio), abacate (previne o diabetes gestacional), abóbora (ótima fonte de glutationa, capaz de manter os hormônios femininos em ordem) e castanha-do-pará (ajuda a controlar a ansiedade). O objetivo é ganhar só os quilos necessários para chegar ao final da gravidez saudável, no maior pique e carregando um bebê igualmente bem nutrido.

 

1º cardápio

2º cardápio


Recomendamos Para Você

Rede MdeMulher
Publicidade