Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Alimentação

Colostro, a primeira vacina do bebê

Cyntia Nogueira Atualizado em 04.06.2012
colostro-a-primeira-vacina-do-bebe

Getty Images

Ele contém água, proteínas, sais minerais e anticorpos conhecidos como imunoglobulinas, que fortalecem o sistema imunológico do bebê, protegendo-o de infecções e viroses

Nos primeiros dias após o parto, os seios produzem um líquido fino - amarelo ou esbranquiçado, semelhante à água-de-coco - chamado colostro. Esse primeiro leite contém água, proteínas, sais minerais e, principalmente, anticorpos conhecidos como imunoglobulinas, que fortalecem o sistema imunológico do bebê, protegendo-o de infecções e viroses. É como se fosse a primeira vacina que a criança recebe.

 

Por sua consistência viscosa e bastante fluida, muitas mães se assustam e acham que o leite é fraco. "O colostro tem uma alta quantidade de proteínas e fornece ao bebê as defesas necessárias em seus primeiros momentos de vida", explica a pediatra Dolores Fernandez, diretora do Instituto Perinatal da Bahia, em Salvador.

 

Para mamar à vontade

O bebê deve sugar o colostro sempre que tiver vontade e na quantidade que desejar. Ele pode passar uma hora mamando, dormir alguns minutos e depois voltar para o peito - é normal. "Quanto mais ele mamar, melhor, porque é a sucção que vai estimular a produção de leite", explica Dolores. Por ter pouca gordura e ser liberado em volumes pequenos, o colostro é facilmente digerido.


Rede MdeMulher
Publicidade