Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Carreira

“Chefe, estou grávida"

Priscila Gorzoni Atualizado em 02.12.2011
074-gravida-trabalho

Getty Images

Especialistas ensinam como dar essa notícia na empresa, sobretudo quando a gestante acaba de ser promovida ou contratada

Nesse mundo do trabalho cada vez mais competitivo, é natural surgir certa insegurança na mulher que se descobre grávida. Principalmente, se ela foi contratada recentemente. Ainda que venha de surpresa, a gestação não é incompatível com o emprego. “Gravidez não é doença e é possível conciliá-la sem problemas com a carreira profissional”, esclarece a consultora Maria Aparecida Araújo, que é autora do livro Etiqueta Empresarial - Ser Bem Educado é..., da Editora Qualitymark.

 

Tão logo confirmada a gravidez, o recomendado é informar primeiro à chefia e, logo em seguida, ao setor de RH da empresa. “Esse processo nem sempre é simples de ser conduzido”, diz Maria Aparecida. “Os superiores devem saber da notícia em primeira mão.” Nancy Bastos, diretora de Recursos Humanos da Aon Consultores de Seguros e Benefícios, concorda: “É preciso evitar que o assunto chegue aos ouvidos dos chefes por meio de terceiros ou que seja denunciado pelos sinais da gestação”. O recomendável é que os demais colegas só fiquem a par da novidade depois.

 

De acordo com Maria Aparecida, a comunicação deve ser feita por meio de uma conversa particular, sem a presença de outras pessoas. Afinal, isso só interessa à grávida. “Para quem foi admitida recentemente, por exemplo, deve-se enfatizar que a gestação não estava nos planos, mas que simplesmente aconteceu”, orienta a consultora. Dessa maneira, minimiza-se qualquer suspeita de que a grávida possa ter agido de modo premeditado.

 

Por fim, outro recado: “Em princípio, a gestação não deve jamais ser motivo de faltas, atrasos e queda de produtividade”, sentencia Maria Aparecida. Independente de a mulher ter sido contratada ou promovida recentemente, o importante é deixar o trabalho adiantado e organizado para o momento da licença-maternidade. Clique aqui e veja outras dicas dos especialistas.


Recomendamos Para Você