Receba newsletters grátis!

Faça o cadastro e receba por e-mail informações sobre sua gravidez e filhos

  • Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Alimentação

Quantidade ideal de vitamina C

Paula Desgualdo Atualizado em 02.12.2011
Quantidade ideal de vitamina C

Getty Images

Estudo mostra que gestantes ingerem menos vitamina C do que deveriam. Veja a quantidade do nutriente que você precisa consumir para ter uma gravidez saudável

Um copo de suco de acerola. Essa é a medida suficiente para uma gestante suprir suas necessidades diárias de vitamina C. Na verdade, nem é preciso se aventurar em expedições ao mercado em busca da acerola, a campeã no nutriente. Um copo de suco de laranja ou uma fatia de mamão todas as manhãs cumprem o mesmo papel: facilitam a absorção de ferro, ajudam na cicatrização de tecidos e dão um chega-pra-lá nos radicais livres - moléculas formadas naturalmente no organismo e que podem degenerar as células. "Por isso, essa vitamina é de extrema importância tanto para a mãe quanto para o bebê", afirma a nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium Consultoria em Nutrição e Bem-Estar, em São Paulo.

 

A falta da substância, por outro lado, pode contribuir para o surgimento de situações indesejadas. "Estudos apontam que a baixa concentração do nutriente no organismo está relacionada à pré-eclampsia, ao rompimento prematuro da bolsa e ao aborto espontâneo", exemplifica a nutricionista Andréia Madruga, de São Paulo. A especialista coordenou uma análise no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo com 117 grávidas - a maioria com idade entre 20 e 35 anos - e constatou que 30,8% dessas mulheres apresentaram quantidades insuficientes de vitamina C. "Isso tem relação direta com a baixa renda e a falta de acesso a alimentos ricos na vitamina", observa.

 

Além disso, segundo a pesquisa, 40% das gestantes com deficiência de vitamina C têm o hábito nocivo de dar umas tragadas. "Quem fuma, metaboliza a vitamina ainda mais rápido", explica Andréia. Aliás, não adianta se entupir de laranja hoje para alcançar a cota do dia seguinte mais rápido. "A vitamina C é um nutriente que o organismo não consegue armazenar, por isso precisamos renovar o estoque consumindo suas fontes diariamente", orienta Cynthia Antonaccio.

 

Segundo o Instituto de Medicina (IOM), uma instituição americana sem fins lucrativos, uma gestante com idade entre 19 e 50 anos precisa mandar goela abaixo 85 miligramas de vitamina C todos os dias. No período de lactação, a meta aumenta para 120 mg. No caso das grávidas com menos de 18 anos, os valores são 80 mg durante a gestação e 115 mg no período de lactação.

 

Veja abaixo o que comer para ingerir as quantidades indicadas e não se esqueça de variar o cardápio. Assim você garante, também, uma alimentação rica em outros nutrientes.

 

Polpa de acerola (100g): 179mg

Suco de laranja bahia (um copo pequeno ou 170g): 155 mg

Mamão formosa (uma fatia ou 170g): 134 mg

Suco de laranja pêra (um copo pequeno ou 170g): 120 mg

Laranja bahia com bagaço (uma unidade média ou 180g): 102 mg

Laranja pêra com bagaço (uma unidade média ou 180g): 97 mg

Tangerina ponkã (uma unidade média ou 135g): 66 mg

Kiwi (uma unidade média ou 76g): 54 mg

Morango (cinco unidades médias ou 60g): 39 mg

Pimentão cru (uma colher de sopa cheia ou 20g): 20 mg

Tomate cru (4 fatias médias ou 60g): 13 mg

 

Fontes

Nepa-Unicamp (Tabela de composição de alimentos, 2004)


Rede MdeMulher
Publicidade