Rafa Brites desabafa sobre fim da licença-maternidade

Apresentadora contou no Instagram as dores e delícias da volta ao trabalho e fez muitas mães relembrarem seus próprios momentos de transição.

A licença que Rafa Brites tirou para se dedicar aos primeiros meses de vida do filho Rocco está chegando ao fim. Todas as mães que já passaram por esse período sabem que não é fácil diminuir a convivência diária com o bebê – e com a repórter e apresentadora não está sendo diferente.

No último sábado, 01, Rafa fez um desabafo em seu perfil no Instagram relatando as dificuldades, alegrias e saudades que ficarão do período. “Nos últimos dias, a cada vez que estou com ele, parece uma pequena despedida. Nessa contagem regressiva que se inicia penso muito. Me questiono qual o sentido de deixar meu filho logo cedo e só vê-lo à noite? Como assim ele conviverá mais com outros do que com a própria mãe? Provavelmente não serei a primeira a ver as novidades do desenvolvimento, nem estarei por perto a cada vez que ele quiser um colinho. Me pergunto se deveria parar por mais algum tempo e me dedicar integralmente a ele…”.

Impressionada com a passagem rápida do tempo, a mãe de primeira viagem se questionou sobre o fim dos meses de dedicação exclusiva ao filho, mas também não deixou de por na balança outros pontos de vista e sentimentos. “Jamais trocaria o que tenho hoje, quem eu me tornei e continuo me tornando a cada dia, mas sim, um pouco da antiga Rafa será bem-vindo. Sou APAIXONADA pela minha profissão. Meu cotidiano me nutre de alegria. Quero poder chegar com esse brilho no olhar em casa, que ele entenda que eu não estarei por tanto tempo mas que sempre estarei fazendo o que imagino ser o melhor pra ele, e que isso envolve ter uma mãe realizada.” 

A apresentadora também destacou que essa escolha é sempre difícil, independentemente do fato da mãe decidir ficar em casa com os filhos por mais tempo ou trabalhar. “Para cada mãe esse processo é diferente. Muitas, como a minha, abdicam da carreira. Acredito que essa transição não é fácil para nenhuma de nós”.

Desde quando Rocco ainda estava na barriga, Rafa usa a rede social para contar o dia a dia como mãe e tem conquistado uma legião de fãs com a sua visão realista, sincera e divertida da maternidade. Ela já respondeu à críticas sobre deixar seu filho muito tempo no colo, desabafou sobre as dificuldades na amamentação e relatou a primeira ida do bebê ao pronto-socorro.

As mães que seguem Rafa aproveitaram o post para contarem suas próprias experiências, seja voltando ao trabalho, seja optando por se dedicarem integralmente ao filhos. “Passei por essa transição há um ano e [a gente] sabe que é dolorido, mas é bom se você deixá-lo com alguém que confia. A minha foi pra escolinha e hoje faz coisas maravilhosas e é muito lindo ver que ela está crescendo”, comentou uma das mães.

Amo minha profissão, mas vou me ausentar por um ano e meio ou dois, com a certeza de que farei o que ninguém poderá fazer pelo meu pequeno e voltarei com tudo sem culpa, sem preocupação”, contou outra seguidora, que escolheu ficar em casa. 

Veja na íntegra:

Falta exatamente 1 mes pra eu voltar a trabalhar. Isso comprova a frase que mais ouço na vida , aproveita que passa rápido. Acho que o crescimento de uma criança diante de nossos olhos nos da uma noção de tempo "concreta",de como ele corre, de como não volta e como devemos aproveitar a nossa vida a cada segundo. Fica fácil saber quais são nossas prioridades. Nos últimos dias a cada vez que estou com ele parece uma pequena despedida. Nessa contagem regressiva que se inicia penso muito. Me questiono qual o sentido de deixar meu filho logo cedo e só ve-lo a noite? Como assim ele conviverá mais com outros do que com a propria mãe? Provavelmente não serei a primeira a ver as novidades do desenvolvimento, nem estarei por perto a cada vez que ele quiser um colinho. Me pergunto se deveria parar por mais algum tempo e me dedicar integralmente a ele… Mas, ao mesmo tempo sinto que passando os dias em casa não trago novidades, estive esses meses todos bem alienada (nem jornal eu leio por achar as notícias pesadas para o puerpério). Por vezes quando saio sozinha pelo pouco tempo que a amamentação permite ligo o som do carro bem alto, canto e tenho uma sensação de liberdade, lembro um pouco de mim antes de ser mãe. Jamais trocaria o que tenho hoje, quem eu me tornei e continuo me tornando a cada dia, mas sim ,um pouco da antiga Rafa será bem vindo. Sou APAIXONADA pela minha profissão. Meu cotidiano me nutri de alegria. Quero poder chegar com esse brilho no olhar em casa , que ele entenda que eu não estarei por tanto tempo mas que sempre estarei fazendo o que imagino ser o melhor pra ele, e que isso envolve ter uma mãe realizada.Que sempre serei o seu porto seguro… Mas esse porto além de seguro, é colorido, é fresco, rentável, criativo, vaidoso… Para cada mãe esse processo é diferente. Muitas, como a minha, abdicão da carreira. Acredito que essa transição não é fácil para nenhuma de nós. Mas a vida toda será assim, cada fase teremos que nos desprender pra crescemos e a cada pequena despedida ,desde o momento que deixamos de ser um corpo só até nossa despedida nessa jornada, espero que nos sintamos mais independentes mas mais íntimos indispensáveis e próximos. 30 29 28

A post shared by Rafa Brites (@rafabrites) on

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s