Ouça a versão especial da música “Trem-Bala” para o Dia das Mães

"É sobre desde cedo aprender a reconhecer sua voz. É sobre o amor infinito que sempre existiu entre nós". Prepare-se para se emocionar com essa canção!

“Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si, mas sobre saber que, em algum lugar, alguém zela por ti”.  Provavelmente, você já deve ter ouvido um trecho dessa música, que ficou conhecida em 2016. A obra de Ana Vilela inspirou até mesmo a top Gisele Bündchen, que se arriscou a reproduzi-la no violão.

Agora, a novidade é que a adorada “Trem-Bala” ganhou uma versão especial para o Dia das Mães. A compositora adaptou alguns trechos da letra da canção para uma campanha do Banco do Brasil, mas manteve a mesma melodia para homenagear as mulheres neste dia tão importante.

“Eu fui construindo a letra em cima disso, do começo de quando uma pessoa se torna mãe e de quando um filho se torna filho”, revelou Ana Vilela. A propaganda conta um pouco a história da artista: ela nasceu quando a sua mãe tinha apenas 16 anos e os avós ajudaram na sua criação.

A versão especial foi apresentada pela primeira vez em um show realizado no Rio de Janeiro. Antes de começar a música, a cantora convidou a mãe e a avó para subirem ao palco. Ao lado dela, as duas se emocionaram e a plateia também se comoveu. Confira esse momento e aproveite para escutar a música:

Por Ana Vilela

Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti
É sobre desde cedo aprender a reconhecer sua voz
É sobre o amor infinito que sempre existiu entre nós

É saber que você está comigo
Nos momentos que eu mais preciso pra me acompanhar
Então fazer valer a pena
Cada verso daquele poema sobre o que é amar

Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu
É ver que você me ajudou a trilhar cada caminho meu
É sobre ter abrigo e fazer morada no teu coração
E se eu precisar você sempre irá estender sua mão

A gente já passou por tudo
Qual seria a graça da vida sem você aqui?
Pra ser o meu porto seguro
O presente que a vida me deu logo que eu nasci

Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar
E sim sobre cada momento que juntas podemos passar
Contigo aprendi que o mais importante é ser do que ter
E pelo que eu me tornei eu só tenho a te agradecer

Você me segurou no colo,
Sorriu e entendeu realmente o que era amar
E eu desde o primeiro dia,
Tão pequena, já soube que em ti podia confiar

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s