Casais que se dividem nos cuidados com os filhos são mais felizes e têm melhor vida sexual, aponta estudo

Pesquisa americana demonstrou ainda que, nos casos em que a mulher é responsável pela maior parte dessas tarefas, o grau de insatisfação e infelicidade é maior.

Criar regras, educar, elogiar e brincar com o filho são apenas algumas das tarefas de mulheres que são mães. E foram também alguns dos aspectos analisados por pesquisadores da Universidade do Estado da Georgia, nos Estados Unidos, para investigar a relação entre os cuidados com os pequenos e o bem-estar emocional e sexual de casais. Os cientistas apresentaram o trabalho no 110o Encontro Anual da Associação Sociológica Americana, que aconteceu entre os dias 22 e 25 de agosto de 2015, em Chicago.

No trabalho, os estudiosos avaliaram 487 casais heterossexuais, todos com filhos. Os participantes foram divididos em três grupos: no primeiro, as mulheres eram as responsáveis por todos ou pela maior parte dos cuidados com as crianças; no segundo, os homens eram encarregados de tomar conta dos pequenos; e, na última turma, as tarefas eram bem divididas entre os dois.

Os cuidados com a meninada também foram separados em três categorias: atenção física e emocional para com o filho, interação com a criança e supervisão/monitoramento. A relação do casal foi analisada de acordo com o grau de satisfação de ambos frente ao relacionamento e à periodicidade com que entravam em conflito. A frequência com que tinham relações sexuais e como se sentiam em relação a isso também foi levada em conta.

Os resultados apontaram que, nas relações em que os homens tomavam a frente dos cuidados com o filho e naquelas em que pai e mãe se dividiam, o grau de felicidade de ambos os sexos com o relacionamento e a vida sexual era maior. Já nos casos em que a mulher era responsável por no mínimo 60% das tarefas e obrigações para com a criança, os relatos de insatisfação eram mais frequentes.

“Concluímos que ser um pai presente é muito importante para os homens. Caso contrário, nós não veríamos um nível tão grande de satisfação. Essa pesquisa mostra que dividir os cuidados com os filhos com um parceiro faz bem para os dois sexos”, afirma Daniel Carlson, líder do estudo americano.

Agora, Carlson e sua equipe pretendem se aprofundar ainda mais nesses achados. O objetivo é entender o que está por trás do maior grau de satisfação com o relacionamento e a vida sexual em casais que se equilibram nas responsabilidades para com os filhos. “Estamos tentando compreender o que eles veem de tão positivo nessa divisão de tarefas”, revela o pesquisador.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s