8 dicas para tirar fotos sempre lindas das crianças

Fotógrafas ensinam os melhores macetes – que funcionam para celulares e para câmeras convencionais.

Que mãe não AMA tirar fotos e mais fotos dos filhos? Poder abrir uma pastinha especial no celular ou no computador para matar as saudades enquanto você está no trabalho ou eles estão na escola é tão gostoso! E, se for o seu estilo, compartilhar algumas delas com os amigos nas redes sociais também é bem legal.

Só que as fotos nem sempre saem do jeito que foram idealizadas, principalmente depois dos seis meses de vida, quando o bebê começa a sentar e a se movimentar de formas inesperadas beeem mais do que antes. Quando começa a andar e a correr, então… Às vezes falta luz (mesmo sendo de dia), em outras a criança sai com “borrões” nas mãos ou no rosto, de vez em quando *aquele* momento é perdido, você erra o ângulo da selfie… Que chato!

Alguns macetes simples podem resolver isso tudo e você pode ter um aproveitamento muito maior dos seus cliques. As fotógrafas Carla Costa e Sabrina Souto dão, a seguir, oito dicas para ajudá-la. E o melhor: elas valem tanto para celulares quanto para câmeras fotográficas.

Quando você fotografa e não vai aparecer na foto

1. Esteja sempre com a luz (solar ou artificial) atrás de você na hora da foto

Mesmo que a olho nu pareça que tudo está igualmente iluminado, o fundo muito claro atrai todo o foco da câmera, deixando aquela impressão de que a criança está debaixo de uma sombra. Com o sol ou a luz artificial de frente para ela, há um equilíbrio de iluminação e a imagem da criança fica bem definida em um fundo clarinho.

Mas atenção: se for tirar fotos ao ar livre, evite os horários em que o sol bata diretamente nos olhos dos pequenos. Não é nada agradável para eles e pode ser prejudicial para a visão.

2. Valorize os momentos espontâneos

(Instagram @icfotografias/Reprodução)

Algumas das fotografias mais bonitas de crianças são daquela reação espontânea ao ver algo bacana, encontrar uma pessoa querida ou se divertir em uma brincadeira. “Seja como uma ‘espiã’ e registre tudo isso: é a melhor forma de lembrar desses momentos”, aconselha Carla.

3. Peça para a criança posar, mas não insista muito

Mas é lógico que toda mãe quer ter algumas fotos posadinhas, com um sorriso lindo no rosto do pimpolho. Você pode pedir isso para a criança, mas faça na hora certa e saiba quando é melhor parar.

Não interrompa uma brincadeira querendo pose e “aquele sorrisão da mamãe” – o máximo que você conseguirá será um sorriso amarelo. “Prefira um momento em ele esteja tranquilo, de preferência depois de alguma atividade, quando não haverá ansiedade e a foto não será vista por ele como algo que atrapalhe”, sugere Sabrina. E, ao notar que a paciência dele está se esgotando, pare e volte às fotos espontâneas.

4. Dê adeus aos “borrões” dos movimentos

São necessários apenas dois ajustes na câmera: selecione o modo “esporte” ou “foto em movimento” (ou algum nome semelhante em seu equipamento), que congela a imagem no momento exato da fotografia, e coloque o flash em “automático”, assim ele será disparado sempre que necessário para ajustar a iluminação.

Quando você fotografa e vai aparecer na foto – ou seja, as selfies

(shironosov/Thinkstock/Getty Images)

5. Fique sempre de frente para o sol ou a luz artificial

A regra é a mesma de ficar com a iluminação atrás de você quando sua função é de fotógrafa. Como nesta situação você também faz parte da foto, ao lado das crianças, não custa lembrar que agora a luz tem que ficar à sua frente. 

6. Posicione a câmera levemente de cima para baixo

A abrangência do ângulo totalmente frontal é menor do que a de ângulos levemente inclinados, ou seja, cabe menos gente na imagem se a foto for tirada bem de frente. “Além disso, o contorno dos rostos fica mais definido quando a câmera é posicionada de cima para baixo”, ensina Sabrina. Mas nada de jogar a câmera lá em cima e parecer que a foto foi tirada de um helicóptero. “É para levantar só um pouquinho o braço, a ponto de notar a linha do queixo bem desenhadinha”, diz a fotógrafa.

7. Se a luz não for muito boa, não use a câmera para selfie do celular

A maioria dos celulares tem a câmera para selfie, que permite que a imagem seja vista na tela no momento em que a foto é tirada. É ótimo ver imediatamente que o ângulo está bom e que todo mundo coube na imagem, mas essa câmera sempre tem a definição mais baixa que a da câmera principal e só resulta em fotos realmente legais se a iluminação natural for muito boa ou se o flash puder ser acionado.

Se não for este o caso das condições em que vocês estiverem, é melhor virar o celular e usar a câmera principal mesmo. Treine bastante os ângulos em casa para estar expert quando isso acontecer.

8. Tire muitas fotos e só depois confira como elas ficaram

Crianças tendem a se entediar rapidamente com fotos posadas, então aproveite o momento das selfies e tire tantas quantas forem possíveis. Se você parar para checar se ficou legal, pode perder a disposição delas imediatamente. E caretas ou expressões inesperadas sempre resultam em fotos divertidas que só enriquecem o seu álbum.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s