5 coisas que só quem é tia entende

O amor imensurável, o cuidado, a proteção e a missão de ajudar surgem com a chegada dos sobrinhos. Confira a lista completa!

Você já parou para pensar no que mudou na sua vida depois que os seus sobrinhos nasceram? A chegada de uma criança modifica muita coisa na rotina da família e é claro que isso afeta as tias, que passam a enxergar o mundo de uma forma mais bonita, divertida e doce. Perguntamos às nossas leitoras do Facebook quais foram os principais aprendizados que elas tiveram com os pequenos. Veja o que elas disseram e emocione-se com os relatos!

1. O amor imensurável

tia-segurando-sobrinho

Muitas vezes, esse sentimento aparece antes dos sobrinhos nascerem. Em outros casos, o afeto surge através da convivência, que faz com que os corações das titias batam mais forte. “Aprendi que existe um amor imensurável e que somos capazes de fazer qualquer coisa por esses pequenos. Tias também são consideradas segundas mães, principalmente quando os sobrinhos são afilhados”, comentou Vanessa de Moraes. A leitora Leila Barreto, que tem 12 sobrinhos, contou que essa relação é repleta de ganhos: “Aprendi com todos eles que existe um amor único. Um sentimento lindo que surge cada vez que eu escuto um: ‘tia’. Amo ser tia”.  

2. O cuidado e a preocupação

tia-com-sobrinha

Junto com o amor, também vem o cuidado e o zelo. Luciana Miranda brincou que, depois que os sobrinhos cresceram, ela não come mais nada sozinha e completou: “Quando eles são bebês, você não consegue dormir direito porque fica preocupada e toda vez que eles precisam de alguma coisa, vai sobrar pra você andar para caramba para comprar”. O sentimento de carinho é presente na vida das titias corujas, que fazem tudo o que podem para proporcionar o bem-estar dos queridos sobrinhos. “Aprendi que posso mimar, mas preciso de limites. Aprendi que não vou passar noites e noites em claro, mas vou poder ajudar quando estiver por perto e desejar que Deus esteja cuidando dos passos deles. Aprendi que a gente faz tudo para ganhar um sorriso e um ‘blá, blá, blá’, com infinitas traduções. Ser tia é a melhor sensação do mundo”, escreveu Ana Carolina.

3. A diversão

tia-e-sobrinha-brincando

Apesar das responsabilidades, as tias conseguem aproveitar com qualidade o tempo com os pequenos. “Aprendi a fazer bagunça mesmo quando a mãe deles não quer, pois cabe à tia ensinar muitas coisas divertidas. Os meus sobrinhos me realizam e acho que já tenho tudo o que preciso – eles vieram para mudar minha vida”, revelou Simone Silva. Na maioria das vezes, essa relação se torna leve e os momentos juntos passam a ser prazerosos para ambos. “Tia é fundamental para criança, pois na correria do dia a dia, a mãe acaba se preocupando em manter a ordem, enquanto a titia ensina a diversão, a bagunça, o mundo de pernas para o ar”, disse Giovanna Oliveira. A tia e agora mamãe, Josiane Souza, também falou dos benefícios desse vínculo: “Felicidade e diversão sempre tem lugar, mesmo com todas as obrigações. O meu sobrinho me preparou para a chegada do maior amor da minha vida”.

4. A missão de guiá-los

tia-com-sobrinha-no-colo

É muito importante que as tias sejam participativas, para que possam aconselhar e mostrar o melhor caminho para os sobrinhos. Petuska Ramos encarou bem essa tarefa: “Na ausência dos pais, temos que guiá-los para o caminho da felicidade porque, às vezes, o que eles precisam é apenas de um bom ‘puxão de orelha’ ou um ‘eu te amo, você é importante para mim e eu não desisto de você nunca’”. Transmitir ensinamentos para que as crianças se tornem adultos fortes é uma das principais missões das tias. “Temos a grande responsabilidade de passar tudo o que sabemos para os nossos sobrinhos. Somos grandes exemplos para eles e ser tia é muito bom! Tenho três sobrinhos e todos são como se fossem meus filhos”, afirmou Caroline Oliveira Silva de Paiva.

5. Como é compartilhar todas as coisas

tias-com-sobrinho-no-parque

Ser tia é dividir todos os momentos – os bons e ruins – e vibrar com cada conquista do pequeno. A leitora Mariana Costa contou que, para ela, o sorriso do seu sobrinho vale mais do que qualquer coisa: “Aprendi que ansiedade é uma coisa boa quando é para saber o sexo do bebê ou no momento do nascimento e que acordar com um choro de madrugada e levantar para colocar o meu sobrinho para dormir de novo é maravilhoso! Sempre vou continuar aprendendo com ele”. Essa troca gera aprendizados para ambos e, assim, uma relação especial é construída. Deborah Cossovan revelou que a sua sobrinha foi o melhor presente que ela recebeu do seu irmão: “Nós duas temos uma ligação maravilhosa, um amor incondicional. Aprendi a ser uma pessoa melhor e a batalhar para deixar o mundo melhor para ela”.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s