• Gravidez
  • 1º ano
  • 2º ano
  • 3º ano
  • 4º ano
  • 5º ano
  • 6º ano

Navegue pela linha do tempo do seu filho

Home » Blog » Confessionário
Confessionário

Confessionário

Mãe perfeita X Mãe possível

Por Redação     02.03.12

Cris Guerra, 41 anos, é autora dos blogs Hoje vou assim e Para Francisco, escritora, redatora publicitária e mãe do Francisco (não necessariamente nesta ordem). Aqui, ela confessa o conflito entre ser uma mãe perfeita e uma mãe… possível!

“Mães dedicadas levam e buscam os filhos na escola. Mães que fazem o possível contratam um escolar. Mães dedicadas costuram com as próprias mãos os remendos da calça do filho para a festa junina. Mães que fazem o possível correm na véspera para as Lojas Americanas em busca de remendos autoadesivos. E se assustam ao constatar que até agora o produto não foi inventado. E enquanto a mãe dedicada passeia com os filhos na pracinha toda manhã de sábado, a mãe que faz o possível liga a TV no Ben 10 para que o filho lhe dê mais meia hora de sono. Mães dedicadas levam o filho ao dentista. Mães que fazem o possível deixam que a avó o faça.

Mães dedicadas pintam elas mesmas a parede do quarto dos filhos. Mães que fazem o possível sugerem que os próprios filhos o façam. E enquanto a mãe dedicada já idealizou uma opção doce e outra salgada para a próxima atividade escolar do filho, a mãe que faz o possível arde em febre ao receber o pedido da professora para comparecer na próxima segunda-feira levando os ingredientes para montar uma bandeira da Guiné-Bissau comestível. E sonha ter sido sorteada com a bandeira do Japão, em que bastaria colocar uma fatia de tomate sobre a bandeja branca. Mas a mãe que faz o possível dispensa o escolar naquele dia e se emociona ao levar o filho à escola junto com as vasilhinhas de manga, kiwi e cereja picados, e uma caixinha de passas pra fazer as vezes da estrela. E torna-se a heroína do filho em menos de 10 minutos, ao montar uma mal-ajambrada salada de frutas representando a Guiné-Bissau (que ela nem sabe direito onde fica).

E assim, numa tarde de segunda-feira qualquer, a mãe que faz o possível provoca em seu pequeno um sorriso inédito. E descobre que não é nada menos que a melhor mãe do mundo.”

 
Seu nome
Seu e.mail
Escreva abaixo o seu comentário
Termos de uso
Comentários sujeitos a moderação

  •  
    Por Patricia - 02.03.12 - 21:38

    Eu sou uma mãe possível, mas vivo sofrendo por não conseguir ser uma mãe perfeita. Tento me consolar acreditando que para o meu filho deve até ser bom que eu seja assim – ele vai crescer sendo uma pessoa independente. Mas às vezes me dá dor no coração não estar sempre com meu pequerrucho…

  •  
    Por Vanessa Amaro - 03.03.12 - 00:51

    Ameeei, essa Cris sempre me contagiando com seus dizeres de Deus, um dia vou sentir tudo isso como mãe, bjus a todas e sejam a mãe do hoje e sempre para seus filhos.

  •  
    Por Ana Paula Machado - 03.03.12 - 03:00

    Lindo! E muito verdadeiro! Como sempre são os textos da Cris!

  •  
    Por kylse - 03.03.12 - 10:38

    julia quero ser sua amiga preferida…

  •  
    Por Caroline - 03.03.12 - 13:36

    Que lindo texto! :D

  •  
    Por Santuza - 03.03.12 - 20:39

    Cris q coisa Mais Linda. Emocionei

  •  
    Por sandra salles - 03.03.12 - 21:50

    quando meus filhos faziam o primário, a professora disse que eles eram obrigados a participarem de uma dança de carimbo,que é uma dança da nossa região,eu não tinha dinheiro para comprar as calças brancas peguei duas que eu tinha costurei na mão,e eles se apresentaram ,chorei muito na a apresentação pois dava pra ver que a calça não era deles,e eles na inocência de criança nem ligaram, e acabou dando tudo certo.

  •  
    Por Jannett Bastos - 04.03.12 - 00:14

    Lindo…me emocionei o bastante por lembrar que no nosso dia a dia somos todas um pouco desta mistura de mães,na correria da vida temos muitos desafios mas no final deste, tudo compensa quando voltamos pra casa e podemos abraçar as pessoas mais importantes e ver em seus rostos o sorriso mais perfeito de carinho e afeto…nossos filhos!!!!

  •  
    Por maria lucia leite - 04.03.12 - 00:37

    A não tão amada Mae que faz o possivel, a que enche os consultórios de filhos vítimas daquela que não preenche o quesito “mãe americana do cinema”

  •  
    Por Marina Soares - 04.03.12 - 01:23

    Cris Guerra é uma escritora que eu gosto muito, ela escreve com o coração, seus textos são contemporâneos porque retratam a época que estamos vivendo. O grande desafio é ser a mãe possível sem o peso da culpa e das cobranças. Para isso, é necessário renunciar ao mito da mãe ideal que a sociedade criou e que inevitavelmente influencia nossa forma de vivenciar a maternidade.

  •  
    Por isabel - 04.03.12 - 14:38

    eu adorei este texto
    eu sou a mãe que faz o possivel.

  •  
    Por raquel machado - 04.03.12 - 15:36

    oi, Cris! Verdade… sou mais a Mãe Possível, e das poucas coisas que consigo ser perfeita, realmente, sou a melhor mãe do munda para minha filha Nic (Nicole de 7 anos). Beijos da sua companhaeira diária do Hoje Vou Assim.

  •  
    Por Izabel - 05.03.12 - 12:29

    Isso é verdade tento ser a mãe dedicada mas de vez em quando faço o possível mas ser mãe hoje em dia é um pouco de cada.

  •  
    Por Carolina - 05.03.12 - 14:15

    Nossa sou exatamente a Mãe Possível, quanta correria, mas faço o que posso para vê-lo feliz, e com certeza, já ouvi muitas vezes ele dizendo que sou a melhor mãe do mundo…..

  •  
    Por Estela Pacheco de Grande - 05.03.12 - 15:06

    Cris, obrigada amiga, acabei de saber que sou uma mãe possível e estou emocionadíssima e confiante, que sim, ser mãe aos 40 foi uma decisão muito sabia, pra mim lógico…rs beijos

  •  
    Por Simone - 05.03.12 - 16:12

    Cris, que coisa mais linda! me identifiquei bastante com as mães possíveis, cheguei a me emocionar.

  •  
    Por Simone Martins - 05.03.12 - 18:23

    Lindo e confortante texto!
    Sou um pouco de cada uma, ora faço o possível, ora consigo ser perfeita… mas o importante mesmo é, SEMPRE, SER MÃE!
    Beijos :-D

  •  
    Por Diane Lorde - 05.03.12 - 19:11

    A Cris é mesmo incrível! Francisco ainda falará muito desta mãe possível/real/verdadeira/mulher de verdade!

  •  
    Por Caedma - 05.03.12 - 20:07

    Muito interessante e lindo esse texto. Parabéns Cris!
    Na verdade hoje em dia existem poucas mães dedicadas, tenho certeza que muitas de vocês irão concordar comigo.
    Mães mesmo sendo dificil encontrar mães que se dediquem aos seus filhos hoje em dia, existem poucas super mães por ai…
    Minha história é a seguinte… Eu sonhava em ser mãe a muito tempo a atras, mas a medicina sempre me disse NÃO.
    Com 18 anos de idade fui submetida a um transplante de valvulas no coração, foram substituidas por valvulas de metal.
    Então fui informada que nunca poderia ser mãe, e no momento isso me deixou muito abalada. Mas meu sonho e desejo de ser mãe não morreu, pelo contrário. Anos se passaram, conheci meu esposo, e decidi mesmo contra a vontade dos médicos engravidar.
    O problema era se engravidasse eu morreria no parto por uma hemorragia, pois teria que ser cesariana.
    Mesmo correndo risco risco de nem conhecer meu filho, eu tinha fé que engravidaria e Deus me daria vida pra criar e cuidar de meu bebê.
    Há quatro meses atrás eu engravidei, os médicos me deixaram muito assustada durante o pré natal mas ainda assim eu tinha esperança em Deus. O medicamento que faço uso é de alto risco, um anticoagulante muito forte que poderia da má formações no feto. Mas o tempo foi passando e meu bebê crescendo dentro de mim, saudavél e lindo.
    No dia do meu parto, eu estava tão aflita meu coração sangrava só de pensar que poderia morrer no parto. Os médicos preparam UTI pra mim, porque tudo indicava que fosse precisar. Mas pra supresa de todos e pra minha alegria e de minha familia deu tudo certo. Minha cesaria foi perfeita, meu filho nasceu bem, saudavél e hoje eu cuido dele com muito amor.
    Nada é impossivel para Deus, quando amamos nossos filhos sempre devemos nos dedicar.

  •  
    Por Luciana Leão - 05.03.12 - 20:14

    Admiro esta mulher possivel!
    Adoro seus textos e sempre me emociono com eles!
    Cris tem um que de não sei o quê que me toca, que faz minha pele arrepiar, coisa de sensibilidade mesmo!!!Desta vez nao foi diferente!

  •  
    Por MASAE - 05.03.12 - 20:20

    LINDA E RICA AO DESCREVER A IMAGEM DA MÀE.
    FAÇO O POSSIVEL PARA SER A MÃE PERFEITA, MAS É IMPOSSÍVEL
    MESMO ASSIM SOU FELIZ COM O QUE OFEREÇO PARA MEU LINDO FILHO.

  •  
    Por Cristiane Pereira - 05.03.12 - 21:32

    Eu ainda não sei o peso e a medida das duas mães. Quando eu devo ser uma, eu sou a outra, e é assim desde sempre. Já me vi fazendo coisas de mãe possível quando deveria estar fazendo a de mãe perfeita e vice-versa.Assim vamos aprendendo a lógica da vida, a lógica dos filhos e descobrindo o que é melhor tanto para nossos filhos quanto para nós mesmas. Eu só queria descobrir mesmo quem inventou a palavra culpa e a colocou como quase sinonimo de mãe. Mas enfim tudo sempre valerá a pena para esses seres chamados crianças que nos enchem de carinho e se entrelaçam à nossa vida de tal forma que faz perder a respiração. Agora preciso parar tudo porque daqui a pouco ele chega da escola ávido pela mamãe.

  •  
    Por Marina Hernandez - 05.03.12 - 22:31

    Lindo! Perfeito.

  •  
    Por marcia - 05.03.12 - 22:42

    Belo texto, só consegui terminar a leitura após várias paradas pra dar banho em uma filha( 3 anos), atender a outra no celular (19 anos) e prepara o leitinho da outra (2 meses). Nem sei que mãe eu sou!!! Afinal QUEM eu sou????? Sou FELIZ!!!!!!!!! MARCIA – S.P.

  •  
    Por sandra delfina jesus calisto - 05.03.12 - 22:52

    Ser mãe na maioria das vezes é um sem numero de acertos e erros mas no final das contas a vida é assim um eterno aprendizado.

  •  
    Por ana - 05.03.12 - 23:10

    òtimo texto!! e para mim, mãe de dois quase adultos, 18 e 16 anos, ser mãe é uma mistura do dedicada com o possível!! Nada além disso…. às vezes conseguimos fazer coisas da “mãe dedicada”, como levar ao médico ou ir buscar na escola, e tantas outras somos a “mãe possível”, querendo dormir numa manhã linda de sábado (afinal somos humanas tb!!) e dando um jeito de última hora num trabalho escolar!!
    Mas o mais imçportante é ser ma~e com amor….pois no fim, é só isso q interessa!!

  •  
    Por Sabrina Couto - 05.03.12 - 23:16

    Olá,sou mãe que quer ser a perfeita mas sou mais é a possível trabalho fora e as vezes fica difícil ser a perfeita pois a jornada de trabalhar fora cuidar da casa e ainda cuidar dos filhos não é uma tarefa fácil!Mas é dificil pois sinto que os deixo um pouco de lado!

  •  
    Por Ana - 05.03.12 - 23:37

    Não acho grandes coisas este texto…. Mas tudo bem… ;)

  •  
    Por erica brumatti - 06.03.12 - 00:00

    adoreiiiii!!!fiquei muito emocionada com seu texto….foi escrito para mim, ás vezes me vejo muito protetora e me policio para ñ exagerar, afinal meus filhos tem q ser independente

  •  
    Por Núria - 06.03.12 - 00:23

    Um bálsamo… Afinal, é muito difícil conviver com a ideia de não conseguir ser a mãe perfeita…

  •  
    Por nome Marcia - 06.03.12 - 00:32

    Também faço parte deste grupo de mães que fazem o possível, tenho uma menina de 10 meses, estou amamentando no peito ainda, trabalho em um consultório dentário como dentista e às vezes não me lembro o nome do paciente que acabei de atender, tamanho é o sono e o cansaço que me invadem durante o dia todo, mas sou tão feliz de ver minha pequena sorrir pra mim ao me ver chegar que tudo passa num instante, acho que isso não vai mudar nunca: estamos sempre tentando fazer o nosso melhor para nossos filhos e a vida vai nos ajudando. Quando é possível até dá pra namorar o pai, de vez em quando claro, risos

  •  
    Por Cristiane - 06.03.12 - 00:40

    Adorei o texto, e reflete a pura realidade, maravilhoso!!!!

  •  
    Por ANA PAULA - 06.03.12 - 02:00

    Lindo! Sou uma mistura de mãe possivel com mãe perfeita, Adoro participar da vida da minha filha sempre que posso, Nós mães que trabalhamos fora sofremos muito por não estar sempre com os filhos, tendo que ser mães possiveis mas sempre tentando ser perfeitas

  •  
    Por Marcela - 06.03.12 - 02:25

    A mãe dedicada leva o filho na festinha de aniversário do amiguinho, na sexta-feira, às 16:00h toda arrumadinha e cheirosa. A mãe que faz o possível possível passa as instruções para a babá de que roupa a filha deve vestir para ir à festa. Afinal, a filha não está indo no parquinho do prédio e a babá nem sempre faz as melhores combinações. Coloca a babá e a filha num táxi.Rumam para a festinha do amiguinho. Minutos antes da saída do táxi, descobre que o taxista não tem car seat. Passa as instruções por telefone para a babá instalar o car seat no carro do taxista, negocia com o taxista a corrida de volta para devolver o car seat. Descobre que não deixou o dinheiro suficiente, negocia com o taxista que pagará a 2a. corrida depois, termina a apresentação, pega um baita trânsito para tentar chegar no final da festinha, consegue chegar 10 minutos antes de acabar a festa, chega toda esbaforida e fedida (porque o dia não foi fácil), chega e vê a sua filha dançando com mil amiguinhas por perto com a roupinha perfeita e combinando com tudo (porque ela assim ordenou). Ela está linda! Parece que cresceu muito e tão de repente. A mãe que faz o possível chora de tanta alegria e dá um abraço que faz com que toda a canseira do dia a dia vá embora……

  •  
    Por Sandra Duarte - 06.03.12 - 03:03

    Eu tambem sou mãe possível . Mas, ainda tenho um tampinha para levar o meu filho a escola. Porém , não posso busca-lo, contrato um escolar. Trabalho nos. Fins de semanas, e a baba faz a vez de mãe , desde que ele nasceu até hoje com 3aninhos. Miinha mãe tambem foi mãe possível e eu a amo demais, mesmo ela ter ido muito jovem morar com Deus. Somos mães possíveis e impossíveis. E somos campeãs de audiência, hahaha….

  •  
    Por Lorena R. S. Carvalho - 06.03.12 - 10:47

    Ah!!! Fiquei tão aliviada! Navego entre a mãe perfeita e a mãe possível… Porém, sinto que sou a melhor mãe possível para mim!

    Bjo gigante… Assim como os que Maria Carolina morre de rir dizendo “tá doida mamãe!”

  •  
    Por Vanessa Lima Silva - 06.03.12 - 11:15

    Olá…a todas queridas mamães….todas nasceram com esse dom….de cuidar…proteger…e com certeza um amor incondicional….amo…muito o filhotinho, as vezes me tacham como mae coruja e que sou muita babon..confesso sou mesmo…pq sei a importancia de se ter um filho…é uma responsabilidade que Deus nos dá…para cuidarmos desde o ventre até a sua maior idade….quero dizer para ficar registrado ” AMO O MEU FILHO – DAVID” VANESSSA

  •  
    Por Andréia G. Langaro - 06.03.12 - 11:20

    É difícil ser mãe perfeita quando temos que conciliar maternidade, trabalho e serviços domésticos. Além disso, ainda temos que estar bonitas e dar muita atenção ao papai, para que ele não se sinta excluído disso tudo. Parabéns a todas as mães possíveis, tenho certeza que procuramos fazer sempre o melhor! Obrigada pelo lindo texto, fiquei muito emocionada.

  •  
    Por Denise M R Dutra - 06.03.12 - 11:31

    Tenho certeza que sou uma mãe dedicada para com o meu guri,mas às vezes a mãe possível entra em campo. Não é sempre que podemos fazer tudo mas minha família vem em primeiro lugar.São eles que movem meu mundo, e eu giro em torno deles para me fortalecer.

  •  
    Por Ludmila Aquino - 06.03.12 - 11:34

    Vixe já leio o seus dois blogs… agora comecei a ler esse!!! Vc é viciante!!!! rsssssssssss…
    Adorei o texto… Orgulho de ser uma mãe dedicada!!!! rsssssss

  •  
    Por nomekatia - 06.03.12 - 11:36

    Muito verdadeiro,eu sou mãe possível de uma princesa de 8 anos.Tem vez que preciso ser dura, para poder cumprir meus compromissos profissionais , mas é muito dolorido não poder estar com ela.Sinto muita culpa e triteza.Peço a Deus que me ajude sempre.

  •  
    Por sirlene cantão andrade - 06.03.12 - 11:38

    Cris, entendo o seu dilema, mas posso lhe dizer que ser mãe dedicada não é tão difícil assim.
    Tenho 46 anos, me casei com 36 e tenho uma filha de 09 e um filho de 05 anos.
    Sou advogada, tenho um escritório particular juntamente com o meu esposo e ainda trabalho para uma grande empresa também como advogada, onde para esta empresa tenho que viajar.
    Tudo bem que moro numa cidade do interior e tudo fica mais fácil em comparação com um grande centro urbano, mas posso lhe dizer que mesmo com uma rotina bem estafante, sem horário para chegar em casa e ainda à noite cansada, louca para descansar, ainda tenho processos para serem estudados e dois filhos hávidos por atenção, mesmo assim consigo dar conta do recado.
    Eu e o meu esposo somos “usados” como referência na escola dos nossos filhos como pais modelos, participamos de todos os projetos escolares, reuniões, passeios, festas, e em casa acompanho todas as atividades escolares(nunca deixei a minha secretária ajudá-los em uma atividade), dias de provas, e além da escola eles ainda fazem aula de inglês, natação e a minha filha faz ainda aula de música, canta em um coral, é coroinha e faz catequese(a acompanho em todas as missas onde ela é escalada).
    Mesmo viajando, nunca deixei que meus filhos fossem a aniversários sem o presente para o colega ou o presente da professora, do dia do diretor, e assim por diante.
    Tenho orgulho de tudo isso e costumo dizer que a causa para a qual eu me dedico mais é pela dos meus filhos,, é onde sou melhor.
    Costumo dizer que algumas mães têm sonhos impossíveis para seus filhos e pior ainda, sonham por eles, projetam neles todas as suas frustações e esperam que neles possam realizar o que não conseguiram em si próprios, eu, por minha vez, desejo apenas que meus filhos sejam seres humanos melhores do que eu, que aprendam mais ainda a serem pessoas boas, de coração e mentes abertas, companheiras, caridosas, e acima de tudo, felizes, e para que isso aconteça eu dou o melhor de mim.
    Assim, acredito que qualquer mãe por mais ocupada que seja, pode ser uma mãe dedicada, mas querer.
    Bjs.

  •  
    Por Elisangela - 06.03.12 - 11:42

    Acho que não estou sendo uma mãe perfeita, nem muito menos uma mãe possível. Estou tão cansada com a correria do dia-a-dia que vivo doente. E assim não consigo sequer lembrar dos avisos diários que a escola manda para casa. Não tenho paciência nem para ajudar nas tarefas da escola. Adoraria ser ao menos uma mãe paciente para os meus filhos. Mas pelo andar da carruagem fico cada dia pior. Tenho vontade de sumir… para um lugar bem longe… onde eu não conheça ninguém. Mas ao mesmo tempo morreria sem os meus preciosos tesouros!!!

  •  
    Por carla - 06.03.12 - 12:13

    kkkk Muito booom!! Neste exato momento estou com meus sofrimentos por ter que deixar meu bebê na creche!!Afff,que sufoco!!!Mas vai valer a pena!

  •  
    Por Camila Xavier - 06.03.12 - 12:27

    Na minha opnião as mães possiveis involuntariamente faz seu filho crescer mais independente.

  •  
    Por Andreia - 06.03.12 - 12:29

    Acho que sou a mãe quase perfeita. Mesmo trabalhando em turnos alternados(noite e dia) consegui amamentar meu filho até dois anos e meio. Troquei minha escala de serviço afim de conseguir levá-lo a escola. Consigo ajudá-lo a fazer o dever de casa. Mas confesso, que já acordei pela manha e liguei a TV para que ele me deixasse dormir, mais um pouquinho.Nestes 4 anos de vida dele, fiquei quase que exclusivamente me dedicando ao seu bem estar, deixando o meu de lado. Agora que ele esta na escola, começo a retomar minha vida, minha intimidade, meus cuidados comigo mesma, mas sem me descuidar dele. Adorei a matéria !!!

  •  
    Por adriana - 06.03.12 - 12:34

    Discordo em partes. Não podemos tachar tipos de mães…Cada situação tem um contexto diferente do outro e infelizmente as vezes o tempo é curto para costurar uma calça para a festa junina e é mais fácil comprar a etiqueta..rs…mas o tempo é curto pq temos que trabalhar, competir no mercado de trabalho, chegar em casa e dar uma olhada se tudo está em ordem e se nada está faltando como por exemplo os lanches da semana, a mistura, frutas e legumes do dia a dia, a roupa limpa da escola, fazer a lição de casa…enfim. Todos nós mamães somos esta mistura de mães tentando ser perfeitas e mães possíveis…Não tento ser uma mãe perfeita, tento dar o que sei e dar o melhor que existe dentro de mim!

  •  
    Por Eliane - 06.03.12 - 12:35

    Muito bom, me identifiquei totalmente!

  •  
    Por Silvana - 06.03.12 - 12:55

    Adorei, me enquadrei e compartilhei.
    Bjs

  •  
    Por Fernanda - 06.03.12 - 13:15

    Lindo! Sou uma mistura das duas, mas as vezes me culpo por não conseguir ficar mais, mas tb penso que é ruim para ela mesmo a super proteção. A verdade que nunca saberemos qual é a medida de uma mãe perfeita… Beijos.

  •  
    Por Sirlene - 06.03.12 - 15:07

    Me senti orgulhosa agora em perceber que sou uma mãe dedicada e não apenas possível!!! kk

  •  
    Por Viviane - 06.03.12 - 15:50

    Simplesmente lindo o texto!

  •  
    Por Jéssica Domingos de Oliveira - 06.03.12 - 16:15

    Nossa me levou as lágrimas… Para uma mulher de 21 anos com 2 filhas é bom saber que meu trabalho pode não ser em vão…

  •  
    Por Stefhany Ribeiro - 06.03.12 - 17:02

    Achei um barato a idéia de existir dois tipos de mãe com essas qualidades, e percebi que não sou uma mãe desinteressada e sim uma mãe possível, infelizmente com o corre corre do nosso dia, nós mãe acabamos fazendo tudo o básico mas sempre com amor, e estou feliz que eu faço o meu possível e com muita alegria porque esse tempo é dedicado aos meus meninos…ah se o mundo fosse ainda no tempo das nossas avós, ai sim poderia me classificar como uma mãe dedicada!!!

  •  
    Por Natalia - 06.03.12 - 17:13

    È amigas, ser mãe é ser meio bruxa meio magica,sou daquelas que transformo tudo, faço tudo que posso com as proprias mãos desde roupas a brinquedos incriveis, e sempre achei que os filhos nem notam o que faço, depois de tres ,ja casados, tenho bruno com 22 anos e autista,adotado, e crio Dani um neto querido que está com 12 anos, no domingo após grande arrumação na casa sentei num canto me sentindo destruida, levantei e fui fazer uns docinhos de leite para eles, então o Dani me abraçou e disse: “Poxa, como você consegue fazer tantas coisas lindas e gostosas? eu acho você mágica, porque você nunca para de fazer coisas, ririge a empresa, escreve cuida da casa que sempre está bem cheirosa e ainda faz essas comidinhas divinas, acho que você é um anjo que faz mágicas de amor. Gente, isso valeu toda uma vida de lutas. Me senti uma mãe perfeita, sei que não sou mas ele me vê assim, vale a pena .

  •  
    Por Roberta - 06.03.12 - 17:54

    Simplesmente lindo! Parabéns a todas as maes do “faz o possivel”

  •  
    Por nomeMarcia - 06.03.12 - 18:07

    Até me emocionei!!! Ao perceber que não sou a única que tenta fazer o possível e ate mesmo o impossível para meu filho… e mesmo assim ter a certeza de que ele me ama!! Que alívio!!!

  •  
    Por Ana Paula Paiva - 06.03.12 - 18:27

    Poxa eu me achava a mãe possível, mas estou feliz em saber que estou mais para mãe perfeita,rsrsrsrsrs.

  •  
    Por Thamy - 06.03.12 - 19:20

    Adorei, acabei de ver que na maioria das vezes sou uma mãe dedicada, mas também não deixo de ser uma mãe possível. o que me deixou muito feliz…

  •  
    Por Edna - 06.03.12 - 19:23

    são as verdadeiras realidades da vida em que so as mães sabem
    interpretar e realizar.

  •  
    Por Renata - 06.03.12 - 20:06

    Cris, arrasou como sempre!!!
    Adoro tudo o q vc escreve, e como mãe vc retratou exatamento o que sentimos.

    bjs!!

  •  
    Por Gaby - 06.03.12 - 20:36

    Eu sou um misto de mãe perfeita e mãe possível. Tenho duas meninas lindas (Uma BEBE de “14 anos” e uma PRÉ ADOLESCENTE de “02 anos”. Elas me enlouquecem e ao mesmo tempo só encontro paz quando penso ou estou com elas…estranho né…rs

  •  
    Por renata - 06.03.12 - 20:49

    eu me sinto desta forma, a melhor mãe do mundo…. adorei.

  •  
    Por Ana Cris - 06.03.12 - 21:33

    Obrigada Cris Guerra, por mostrar o que é ser mãe possível! Sou uma mãe possível também, estou grávida de meu terceiro filho, tenho a Mariana de 21 anos e a Sofia que desencarnou com 4 anos e meio… Faz 1 ano e 9 meses. Lembrei de como foi ser mãe possível com as minhas duas filhas amadas e acredito serei com o Gabriel, na minha barriga com 29 semanas… Olhe, tenho 41 anos, mãe possível!

  •  
    Por Angélica Louback - 06.03.12 - 23:31

    Sabe que acho que a mãe possível é que tá na crista da onda. Não vivemos exclusivamente para esse fim e temos muitas outras funções. O que não pode faltar é que nossos filhos saibam que os amamos e que mesmo na loucura do dia a dia os acompanhamos com os olhos, com orações, com pessoas maravilhosas, com o celular, internet e que se nada disso funcionar nós estamos prontas para ajudar e ensinar a fazer.

  •  
    Por Ana Lucia Germer - 07.03.12 - 00:13

    Adorei a idéia de se falar desses 2 polos de mães nos tempos modernos!!!! Confesso que transito pelos 2, ás vezes me culpo por não conseguir atender as expectativas de uma mãe perfeita, mas tenho a convicção de que minhas pequenas, Ananda de 3 anos e Milla de 1 ano, sabem que as amo muito e sempre procurarei cuidar delas da melhor forma possível.

  •  
    Por silvana moraes - 07.03.12 - 00:45

    sim um mixto das duas maes mas com certeza depois do felipe sou um ser melhor e mais completo pq por ele tudo faço valer e um sorriso dele e o q torna meu mundo um lugar melhor sempre

  •  
    Por Cristina - 07.03.12 - 01:16

    Puxa, nada como estar entre “iguais”… Vivo sofrendo na tentativa de ser “A MÃE” perfeita, sempre paciente e disponível. Mas acabo equilibrando-me entre a que consegue fazer o impossível entre um longo tempo de sono interrompido, com inúmeros dias sem almoço e ainda ter pique de levá-los ao parque qdo possível e contar estórias antes de dormir…

  •  
    Por nomeGILVANEIDE - 07.03.12 - 05:05

    MARAVILHA!CRIS,FAÇO O POSSÍVEL PARA SER A MÃE MAIS PERFEITA DO MUNDO…RS! PARABÉNS AS MÃES QUE FAZEM O POSSÍVEL!FELIZ O FILHO QUE PELO MENOS TEM UMA MÃE POSSÍVEL…

  •  
    Por carol xavier - 07.03.12 - 11:23

    EMOCIONANTEEEEEEEEEEEE………… PARABENS……..

  •  
    Por nomeCarla Pelegrini - 07.03.12 - 13:46

    Adorei !!!Como mãe de três filhos tento conciliar meu trabalho e fazer o possível “o melhor possível “

  •  
    Por Juliana Teixeira - 07.03.12 - 20:16

    Cris parabéns! Bela reflexão.Realmente hoje nós mães com tantos afazeres temos que saber dosar a mãe possível que busca a perfeição… Mas creio que o mais importante é reservar aquele tempinho todo especial aos nossos pequenos, afinal de contas eles crescem muito rápido e cada fase é uma fase. Parabéns pelo texto!

  •  
    Por ana paula - 07.03.12 - 20:32

    sou um MAE perfeita,pois faço tudo e mais um pouco para minha filhota,mas de vez enquando a gente da uma de mae possivel(aquelas horas em que ja nao tem mais folego para nada,mas para uns minutinhos e depois tudo de novo).

  •  
    Por nomejaqueline - 08.03.12 - 15:07

    Ananda meu presente de DEUS nunca vou conseguir ser perfeita, mais certamente farei tudo que puder, com muito amor e carinho, pra vc crescer e ser uma pessoa muito feliz, mamãe te ama tudooo!!!!

  •  
    Por Gisele Morais - 08.03.12 - 19:11

    Meu filho tem 4 anos, sempre quis e tentei ser a mãe perfeita presente em todos os momentos, mas agora tenho que trabalhar e isso me dá um misto e alegria e tristeza, alegria porque quero retomar minha vida como profissional, mas frustação por ter que me separar um pouco dele e ter que dividir o tempo que antes era só dele com outras coisas, isto tem me angustiado, não sei como vai ser quando terei que me ausentar.

  •  
    Por Luciana - 08.03.12 - 21:40

    Eu sou uma mãe possível e quase perfeita. Me viro nos trinta para deixar minha filha sempre feliz e alegre com a minha presença quase impossível nas reuniões, festinhas e outras coisas da escola. O dia da mãe na escola pra mim é um tormento, a escola sempre marca durante a semana e a tarde…enfim eu AMO essa vida corrida e cheia de novidades.

  •  
    Por Taís - 11.03.12 - 00:54

    Me identifiquei completamente com a mãe que faz o possível e, tenho certeza que para ele eu também sou a melhor mãe do mundo. Adorei!!!

  •  
    Por nBernadeteome - 12.03.12 - 17:30

    Nossa como é difícil ser a mãe possível! é doloroso. Minha pequena com dois anos já mesclava independência com um desejo de ser sempre o bebê e mamãe ficar juntinho. Quem trabalha na área de saúde é sempre a mãe possível. E eu nem sei costurar e muito menos cozinhar e me sinto culpada por isso. Genial este texto.

  •  
    Por Sheila Almeida - 12.03.12 - 21:13

    Me identifiquei super com a Mãe Possível .. mas bastante tb com a Mãe Perfeita. Não da pra ser Perfeita 24 hs, então a Mãe Possível entra em ação e sem perceber, descobre q o filho acha ela a Mãe Mais Perfeita Desse Mundo. Sou Mãe de uma jóia rara de 2 aninhos e 1 mês, o Iago. Sou mega super hiper blaster apaixonada por ele, e ele .. tb por mim! Tenho certeza disso só em ver aqles olhinhos fixados em mim; qdo chego do trabalho e ganho bjos, sorrisos e abraços q só ele poderia me dar. Uma Mãe Perfeitamente Possível: essa sou EU!!!

  •  
    Por Beatriz C. P. Aloise - 13.03.12 - 12:17

    Eu estou no meio termo. Às vezes mãe dedicada, às vezes mãe possível. Mas ele diz que sou perfeita e a melhor mãe do mundo.

  •  
    Por Pâmela - 15.03.12 - 13:48

    Eu ainda estou aprendendo ser a Mãe do Possível..às vezes me culpo por ter escolhido ser esse tipo de Mãe…mas apesar das dificuldades…acredito que estou me saindo bem toda vez que chego em casa e vejo o lindo sorriso da minha Pequena ao me ver! Amei o texto…!! Bjos a todas!

  •  
    Por Himanshu - 18.03.12 - 07:09

    Quando ela me disse isso ao telefone eu cemocei logo a rir e a pensar Acho que he1 algue9m que ne3o vai achar piadinha nenhuma e0 coisa da refeie7e3o .ehehehehehehAGUENTA ALFREDO!!! Je1 ne3o sacodes o excesso de pe3o ralado do croquete LOL

  •  
    Por jckvfpgug - 18.03.12 - 10:50

    uBORRm ywodiqfhbgta

  •  
    Por gwiupyipz - 20.03.12 - 08:23

    18bNhN kewuvqknzyja

  •  
    Por Juliana - 27.03.12 - 17:23

    Como é difícil ser mãe! Minha gravidez foi uma surpresa, enfrentei td sozinha, perdi meu pai e assumi as redeas da familia. Quando o Enrico (meu príncipe) tinha 1 mês, voltei para a faculdade, onde cursava direito e aos seus 6 meses comecei trabalhar. Desde entao sou uma super mãe possivel, viajando pra trabalhar, tendo apenas finais de semanas com meu anjinho. E me dói mto nao ter acompanhado mtas fases dele, mas graças a Deus hj posso equilibrar bem o tempo com ele, o trabalho e nossa nova familia.

  •  
    Por Simone - 27.04.12 - 11:52

    Eu sou uma mae possivel, mas me culpo todo santo dia por isso.

  •  
    Por Emilia - 20.06.12 - 14:24

    Adorei o texto sou uma mae possivel.

  •  
    Por Ana Carolina - 21.06.12 - 12:30

    Que lindo… me emocionei

  •  
    Por Jordania - 21.06.12 - 18:26

    Bom eu sou mâe dedicada, nâo sei se sou mâe perfeita, pois minha filha é muito nova pra mim ter certeza de q eu sou uma mâe perfeita.

  •  
    Por Aline - 25.06.12 - 11:21

    A Cris consegue exprimir com palavras os sentimentos que habitam lá no fundo de nosso coração de mãe…

  •  
    Por Ana Luisa - 25.06.12 - 15:45

    Remendos auto adesivos já existem! Comprei em um site da 25 de março.. afinal, sou uma mãe possível!

  •  
    Por Keliane Samandra - 10.03.13 - 18:08

    Eu sou mãe dedicada, responsável e que ama cuidar de tudo das minhas filhas, inclusive da educação , das tarefas escolares, de sentar e saudar todo o conteúdo de história e orientar associações textuais , amei o texto,parabéns.

 

Confessionario

Depoimentos surpreendentes que só quem é mãe pode entender

Siga este blog no twitter

Esse espaço foi criado para você falar aquelas verdades que todo mundo quer dizer sobre a maternidade, mas nem sempre tem coragem. Escreva para sitebebe@abril.com.br, mande sua confissão e uma foto com seu filho.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE