No “Altas Horas”, Sandy conta que recorreu à técnica de relactação para amamentar Théo

A cantora revelou as dificuldades que teve no processo do aleitamento materno.

Amamentar estreita o vínculo entre mãe e filho, protege o bebê contra infecções, diarreia e efeitos da poluição, reduz o risco de obesidade, ajuda a desenvolver o sistema nervoso da criança… Apesar de todos esses benefícios, não é tão fácil quanto parece fazer com que o pequeno mame no peito. Por diversas razões, muitas mulheres passam por dificuldades no processo do aleitamento materno. Foi o que aconteceu com a cantora Sandy! No “Altas Horas” deste sábado, 09, ela revelou como foi trabalhoso dar de mamar para o filho, Théo, que completou dois aninhos de idade no dia 24 de junho: “No começo eu tinha muito pouco leite, meu leite demorou muito pra descer”.
 
Sandy declarou, ainda, que foi graças a um DVD que recebeu da esposa de Serginho Groisman, Fernanda, que ela soube do método de relactação para estimular a produção de leite. “Você coloca uma sondinha onde o bebê mama o seu peito e o complemento através da sondinha ao mesmo tempo”, explicou. O uso da técnica foi essencial para que ela conseguisse prolongar a amamentação: “Depois que eu parei com a relactação, continuei dando o peito e depois mamadeira porque ele já não tinha mais paciência, pois quando o bebê vai crescendo ele vai mamando mais. Mas eu consegui amamentar por sete meses dessa maneira. Me sinto vitoriosa!”, comemorou.

Como funciona a relactação?

Com duração de 15 a 45 dias, a técnica consiste em prender uma das pontas de uma sonda junto do mamilo da mulher, enquanto a outra é colocada em um recipiente com complemento (ou leite de bancos humanos). Assim, o bebê abocanha o mamilo e a sonda simultaneamente e, ao sugar o peito da mãe, recebe o alimento ao mesmo tempo em que estimula a mama e a produção de leite materno. Quanto mais leite é produzido, menos complemento é oferecido para a criança

Globo/Ramón Vasconcelos

Globo/Ramón Vasconcelos

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s