6 receitas de papinha do canal Prapapá

Em julho de 2014, a nutricionista Patrícia Smith criou um canal no YouTube dedicado a promover uma alimentação saudável e saborosa da introdução alimentar até os 7 anos de idade.

Quando seu filho nasceu, em 2010, a nutricionista Patrícia Smith, do Rio de Janeiro, começou a pesquisar a melhor forma de introduzir alimentos no cardápio do seu pequeno, o Adam. Com isso, ela descobriu um mundo totalmente novo na Nutrição. “O processo foi uma aventura emocionante, com milhares de descobertas, estímulos e uma infinita variedade de temperos, sabores e texturas. O resultado dessa jornada foi um bebê que adora comer de tudo, do brócolis ao bolo”, conta Patrícia no blog Mundo Ovo, que é parceiro do Bebê.com.br e do qual ela é uma das criadoras.

Dessa experiência, veio a obra Aventuras gastronômicas de uma mãe de primeira viagem (Memória Visual, 2012), que reúne 90 receitas elaboradas para o primeiro ano de vida do bebê. A partir do livro, Patrícia começou a dar aulas e uma de suas alunas, que hoje é diretora do Prapapá, fez o convite para inaugurar o canal no YouTube, que foi lançado em 2014. E é um sucesso!

Primeira papinha

Patrícia observa que a maioria das mães tem dúvidas sobre quando e como servir a primeira papinha. “Muitos pediatras erradamente recomendam preparar o tal batidão de legumes. Mas, desse jeito, a criança não identifica cores, sabores e não desenvolve preferências. E nós, mães, não conseguimos observar se os alimentos oferecidos causaram alguma reação no organismo do bebê”, alerta a nutricionista.

Para evitar que isso aconteça, a mamãe do Adam compartilha receitas de papinhas nutritivas e deliciosas em seu canal. Confira algumas delas a seguir:

1. Introdução dos sólidos

Esta é uma ótima opção para a primeira papinha do bebê. Os alimentos escolhidos são abóbora, mandioquinha e espinafre. A abóbora é rica em betacaroteno, uma substância que se transforma em vitamina A no organismo e age como um antioxidante, afastando o câncer e protegendo a visão. A mandioquinha (ou batata-baroa) também é uma excelente fonte de vitamina A. E o espinafre está repleto de potássio e das vitaminas A, C e do complexo B, como o ácido fólico. Quer preparação mais nutritiva?

2. Para dormir

Todos os itens escolhidos para esta papinha são cheios de triptofano, um aminoácido que, ao chegar no cérebro, se transforma em serotonina, aumentando o bem-estar. Isso contribui para um sono tranquilo e duradouro. No entanto, não pense que apenas a papinha vai garantir que o seu pequeno durma a noite toda – é preciso que a rotina e o ambiente favoreçam que a criança durma bem. “Não adianta oferecer alimentos ricos em triptofano e querer que o bebê durma em um lugar agitado”, pondera Patrícia.

3. Banana para todos os gostos

A banana é uma das maiores fontes de potássio, um mineral que protege contra a hipertensão arterial, atua na contração e no relaxamento muscular e mantém a flexibilidade e a hidratação dos cabelos. Além disso, ela está cheia de fibras e vitaminas, como a B6. Por isso, essa fruta é uma ótima opção para bebês que estão começando a comer alimentos diferentes do leite materno. Mas é preciso ter cuidado! Segundo Patrícia Smith, existem duas formas de alergia à banana: a primeira é causada por uma reação ao pólen da árvore; a segunda está ligada a substâncias similares ao látex, que podem provocar alergia em quem já é alérgico ao material. Se houver casos na família, vale ficar de olho no seu pequeno.  

4. Papinha salgada

Esta papinha é nutritiva e deliciosa! A beterraba está repleta de pectina, um tipo de fibra que regula o intestino; é abundante em betacaroteno, um potente antioxidante; e também está cheia de substâncias anti-inflamatórias. A bertalha é uma hortaliça pouco conhecida e não muito utilizada em algumas regiões do Brasil. “Ela oferece uma boa quantidade de vitaminas A, B, C e de minerais, como cálcio, ferro e fósforo, essenciais para o crescimento saudável“, explica Patrícia. A mandioquinha é fonte de vitamina A e o frango tem proteína, ferro e vitaminas do complexo B.

5. Maçã do bem

Além de docinha, ela é rica em fibras e antioxidantes, como a vitamina C. Com isso, a maçã abaixa o colesterol, reduz o risco de câncer, combate problemas respiratórios, fortalece o sistema imunológico, controla os níveis de açúcar no sangue e ainda estimula a salivação, matando bactérias da boca. Ufa! Precisa de mais para provar o quanto essa fruta é benéfica?

6. Tomate e abobrinha

A abobrinha está cheia de magnésio, um mineral importante para o desenvolvimento dos ossos. Além disso, ela tem bastante ácido fólico, uma vitamina do complexo B que protege, entre outras coisas, o coração. E o tomate é fonte de licopeno, um importante antioxidante; de vitaminas, como a A e a C; e de minerais, a exemplo de ferro, fósforo e magnésio.

Fonte: Novo Guia de Nutrição (Editora Abril, 2010)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s